Paisagens Rurais

O PROGRAMA

O projeto Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal (FIP em inglês) que são gerenciados pelo Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), Senar, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e Embrapa.

O foco do Projeto Paisagens Rurais é a gestão integrada da paisagem do Bioma Cerrado, preparando o produtor rural para recuperar e conservar a vegetação de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Reserva Legal, além de incentivar a adoção de tecnologias de baixa emissão de carbono.

O SENAR atua no projeto fornecendo 4 mil vagas de Assistência Técnica e Gerencial para pecuaristas da bovinocultura de leite e da bovinocultura de corte com propriedades localizadas nas bacias selecionadas como prioritárias, no Bioma Cerrado, nos estados da Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Tocantins.

A assistência técnica no projeto tem como objetivo a recuperação ambiental, o aumento da produtividade e geração de renda, através da melhor gestão e da adoção de tecnologias produtivas. Dessa forma, os produtores rurais poderão alcançar o desenvolvimento econômico, social e ambiental da propriedade.

Para mais detalhes consulte:

SALVAGUARDAS

As estratégias de monitoramento de Salvaguardas Socioambientais são usualmente adotadas pelas instituições para evitar efeitos adversos de suas práticas às políticas, programas e projetos de desenvolvimento econômico, social ou ambiental.

No contexto desta iniciativa do SENAR para o monitoramento de salvaguardas socioambientais, e considerando sobretudo o atual momento não apenas institucional mas do mercado demandante da produção rural que exige cada vez mais o compliance (cumprimento) e demonstração da geração de externalidades positivas para os aspectos sociais e ambientais, propõe a aplicação do Manual de Salvaguardas do Componente 2 do Projeto Paisagens Rurais, visando além do monitoramento de riscos quanto a alguns temas correlatos ao projeto Paisagens Rurais, a identificação de práticas e mobilizações bem sucedidas em atividades rurais assistidas pela ATeG de maneira a permitir o monitoramento para divulgação e multiplicação das ocorrências e evento de impacto positivo e evitar, mitigar ou adaptar ações quando da ocorrência de impactos negativos diante das salvaguardas socioambientais.

Na esfera de identificação dos impactos decorrentes das atividades técnicas do SENAR, o manual de monitoramento de salvaguardas abrange três grandes grupos temáticos para o monitoramento das salvaguardas socioambientais:

  1. As Salvaguardas acionadas pelo MGSA do projeto FIP – Paisagens Rurais;
  2. As Salvaguardas consultadas, observadas mas não acionadas pelo MGSA do Projeto FIP-Paisagens Rurais e
  3. As iniciativas em estruturação para monitoramento de salvaguardas do SENAR quanto à temáticas atuais (Gênero e Juventude, Qualidade de vida no trabalho e aspectos sanitários relativos à Pandemia de COVID-19).

No Manual de Salvaguardas do Componente 2 do Projeto Paisagens Rurais, além dos aspectos conceituais e de instrução da rotina a ser seguida, consta anexos que subsidiarão a atuação dos técnicos da ATeG em campo e possibilitará a aproximação das coordenações do projeto, no contexto do monitoramento ativo e por demandas espontâneas das salvaguardas.

MAS AFINAL, O QUE SÃO SALVAGUARDAS???

A literatura e documentos aplicados que pretendem delinear sistemas de monitoramento, indicadores e estratégias para salvaguardas socioambientais detêm diversos conceitos associados.

Alguns destes conceitos mencionados estão descritos a seguir:

  • Proteção e garantia concedidas por autoridade ou instituição.
  • Aquilo ou aquele que serve de garantia, de defesa, de amparo.
  • Conjunto de providências para que algo ou alguém não esteja em perigo, proteger alguma coisa, defender, assegurar.
  • Ações preliminares que devem pesquisar e estabelecer alertas para antecipar riscos e propor medidas para prever, minimizar, mitigar ou mediar, remediar, recuperar impactos adversos associados à determinada execução de atividade/ação.

Para o Senar, o conceito de SALVAGUARDAS adotado segue descrito:
Salvaguardas são diretrizes que visam a potencializar os impactos positivos e reduzir os impactos negativos

O Banco Mundial, órgão gestor do financiamento e responsável pelas missões de acompanhamento e desempenho do projeto, incluindo o monitoramento de Salvaguardas Socioambientais, define SALVAGUARDAS como:
Políticas e iniciativas procedimentais que identificam, evitam e minimizam os riscos de danos

Estamos á disposição para receber seus comentários, elogios, criticas, sugestões e reclamações, por meio do email: paisagensrurais@senar.org.br

Para facilitar a identificação e resposta à sua demanda, favor informar:

- Nome, e-mail e telefone para contato;
- Município / UF da ocorrência;
- Assunto;
- Situação detalhada a ser reportada, para que possamos analisar o acionamento de salvaguardas.

SELEÇÕES E CONTRATAÇÕES

O projeto Paisagens Rurais tem contratado empresas e profissionais em diferentes estados do Brasil. Para acompanhar as seleções e contratações é necessário acessar o portal Transparência Senar. Nele você poderá navegar e se candidatar para os cargos que estiverem ativos. Clique no botão abaixo para saber mais.

Seleções e Contratações
Contratos não consultoria e bens
Contratos de consultoria individual

Mostra de fotografias – Homenagem ao dia do Cerrado

Produção com conservação

Sítio do Mato – BA | Bovinocultura de corte | Mateus Lisboa - Técnico de Campo

Por do Sol no Cerrado – Presente da natureza

Região de Campo Grande – MS | Karine Casanova – Supervisora

Estrada de chão

Região do Oeste baiano - BA | João Vicente – Técnico de Campo

Chuva que Deus manda

Rochedo - MS | Karine Casanova - Supervisora

Sem filtro

Ribas do Rio Pardo – MS | Karine Casanova - Supervisora

Desenvolvimento rural sustentável

Pium – TO | Lindomar Braz – Técnico de Campo

É tempo de seca

Região do Triângulo Mineiro – MG | Arturo Teixeira - Técnico de Campo

Por do Sol no Oeste baiano

Tabocas do Brejo Velho – BA | João Bruno – Supervisor

Cerrado no Maranhão – Água, vida e preservação

Presidente Dutra - MA | Roselma Santos – Técnica de Campo

Saruê

Região do Triângulo Mineiro – MG | Jean Rodovalho – Técnico de Campo

Recuperação de área degradada por erosão tipo voçoroca

Região do Triângulo Mineiro – MG | Edwaldo de Souza – Técnico de Campo

Estratégia de coleta de Murici – Fruto nativo do Cerrado

Pium – TO | Gaspar Ferreira – Técnico de Campo

Amostras de solo coletadas para análise – formação e reforma de pastagens

Microrregião de Iporá – GO | Edson Cardoso – Supervisor

Vista do amanhecer – Produção e conservação

Região do Norte Araguaia – MT | Marcos Antônio – Técnico de Campo

Amanhecer na fazenda

Ribas do Rio Pardo – MS | Eduardo Azevedo - Supervisor

Beija-flor, Zona Rural

Uberlândia-MG

Seriema

Assentamento Dom José Mauro, Uberlândia-MG

Pica-pau

Sítio Cenaim, Uberlândia-MG | Pergentino José de Lana Neto

Nascer do sol

Sítio Divino Pai Eterno, Uberlândia-MG | Diogo Batista da Silva

Nascer do sol

Zona Rural, Uberlândia-MG

APP Chác. Nossa Sra. Aparecida

Santa Vitória - Lourival Carneiro Guimarães, MG

APP Chác. Nossa Sra. Aparecida

Santa Vitória - Lourival Carneiro Guimarães, MG

Faz. Estrangeira

Henrique Martins Vilela, Santa Vitória - MG

Lourival Carneiro Guimarães, Chác. Nossa Sra. Aparecida, Santa Vitória - MG APP
Por do sol na estrada - Região do Triângulo Mineiro -MG
Recuperação de pasto MG4 para rotacionardo, Eduardo Costa de Almeida, Faz Manta Queimada
Reforma de pasto com Mombaça, Eduardo Barbosa, Estância Beija Flor, Santa Vitória - MG
Renovação de pasto com MG12 para silagem, Eduardo Costa de Almeida, Faz Manta Queimada
Sistema ILPF - Região do Triângulo Mineiro - MG

Vídeos


Notícias


Publicações

Mais projetos e Programas