Projeto Campo Futuro


INSCREVA-SE


O QUE É O PROJETO CAMPO FUTURO

O Campo Futuro é um projeto realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). O projeto é efetivado em parceria com universidades e centros de pesquisas, e se destina aos produtores rurais.

Diretamente envolvidos nessa iniciativa estão produtores de mais de 330 municípios, distribuídos entre todas as Unidades Federativas (UF) do país. Esses municípios compõem uma rede estratégica de informações, por meio da demonstração de desempenho da agropecuária nacional.

O projeto se baseia no levantamento do custo de produção de diferentes atividades agropecuárias, e seu propósito é aliar a capacitação do produtor à geração de informações estratégicas do setor rural, contribuindo para as tomadas de decisão no campo. Além do acompanhamento sistemático da evolução dos custos de produção regionais, e de análises sobre a rentabilidade das atividades agropecuárias, o projeto possibilita o gerenciamento de preços e do comportamento da produção.

O Campo Futuro compreende principalmente o desenvolvimento dessas cinco ações:


METODOLOGIA

O levantamento e acompanhamento de dados econômico-financeiros é realizado pela CNA em parceria com instituições de ensino e pesquisa.

O levantamento das informações é realizado por meio de painéis realizados nas principais regiões produtoras de cada produto, em municípios com significativa participação na produção nacional de cada produto. O painel consiste em uma reunião técnica in loco, com a participação de agentes da cadeia de um produto (produtores, representantes dos sindicatos rurais, técnicos de federações e da CNA, representantes de casas agropecuárias), para definição de uma propriedade modal na região e levantamento das informações. A propriedade modal é definida como aquela que ocorre com maior frequência na região.

A realização de painéis é anual. Os dados técnicos e de custos de produção das propriedades modais são formalizados em uma planilha previamente estruturada, desenvolvida pelas organizações de ensino/pesquisa responsáveis por cada produto agropecuário. Ela é preenchida após o consenso de opiniões instaurado entre os presentes. As planilhas contribuem para o desenvolvimento de indicadores contábeis, gerenciais e econômicos.

Após a realização dos painéis, as matrizes de custos e as informações sobre as receitas médias são atualizadas mensalmente pelas organizações parceiras do projeto, expondo a conjuntura e o desempenho da produção por meio do diagnóstico das unidades produtivas modais, a cada etapa do ciclo produtivo. A CNA mantém um banco de dados com informações de custos desde 2007, gerando um grande sistema de informações.

As publicações do projeto são divididas em boletins técnicos regionais, com divulgação anual, e análises e relatórios setoriais de desempenho da agropecuária brasileira, denominados “Ativos do Campo”, com divulgação mensal.

Além das publicações, são realizados os Dias de Mercado, uma nova forma de levar informações ao produtor. Esses são eventos anuais realizados nas regiões onde foram realizados painéis de levantamento de custos de produção. A programação segue uma lógica que apresenta a realidade da região e a comparação com o restante do Brasil, destacando suas potencialidades e gargalos. Nas apresentações, especialistas levam até os produtores o que há de mais atual em cada atividade agropecuária analisada.

Com a realização das quatro primeiras ações do projeto, ocorre a apresentação anual dos resultados na sede da CNA, em Brasília, quando são divulgados os dados consolidados e é distribuído um livro elaborado em conjunto com as universidades e os centros de pesquisa parceiros do Campo Futuro.


Notícias


Publicações

Vídeos

Mais projetos e Programas