04/10/2019

Sistema CNA/Senar participa de evento internacional sobre pesquisa florestal

Brasília (04/10/2019) – O Sistema CNA/Senar participa até sábado (5), do Congresso Mundial da União Internacional das Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO), em Curitiba (PR). É a primeira vez que o evento acontece na América Latina.

O Congresso é organizado e coordenado pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o tema desta edição é “Pesquisa Florestal e Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável”.

O Projeto Biomas, uma iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com a Embrapa, conta com um estande no Espaço Brasil. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é apoiador da iniciativa. 

Durante o evento, pesquisadores e coordenadores do projeto apresentaram as ações e os principais resultados obtidos durante os quase 10 anos de pesquisa nos seis biomas brasileiros e como eles podem ser aplicados na propriedade rural.

Números – Em 10 anos, mais de 100 mil mudas e mais de 1 milhão de sementes foram plantadas. Os cursos oferecidos pelo Projeto Biomas na forma de Ensino a Distância (EaD) do Senar beneficiaram 13 mil pessoas e 2 mil em cursos presenciais.

Pesquisadores do Projeto Biomas

“Esse congresso é muito importante para quem trabalha com florestas, pastagens e sistemas integrados. Mais de 70% do público não é do Brasil, então nós trouxemos o projeto para discutir esse momento de finalização da primeira etapa”, disse o coordenador nacional do Projeto Biomas, Alexandre Uhlmann.

Na quinta (3), os pesquisadores participaram de uma reunião na sede da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), junto com representantes do SFB e da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), para discutir o processo de análise do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a simplificação do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

“Apresentamos o nosso projeto piloto de simplificação do PRA, que é baseado nos resultados do Projeto Biomas e conta com o apoio da GIZ e do sistema de informação WebAmbiente”, disse a coordenadora do projeto na CNA, Claudia Mendes.

Segundo ela, o produtor rural precisa ter apoio e estímulo para resolver o passivo ambiental na propriedade. “É ele o protagonista, pois é quem vai fazer a aplicação na ponta e ele precisa ser orientado sobre como fazer isso, com o menor custo possível e, se possível, com retorno econômico”.

Reunião sobre análise do CAR e simplificação do PRA. Foto: FAEP

Senar – A coordenadora de Programas e Projetos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Janei Resende, e o coordenador do Projeto ABC Cerrado no Senar, Mateus Tavares, também participam do Congresso da IUFRO.

Segundo Janei, o evento é muito produtivo, pois mostra iniciativas com objetivos semelhantes aos do ABC Cerrado, que é auxiliar o produtor com práticas de baixa emissão de carbono.

“O Senar pode ser parceiro desses projetos fornecendo assistência técnica e capacitação para técnicos e produtores quanto à recuperação e recomposição da floresta na propriedade rural”, disse.

Mateus Tavares informou que um dos objetivos da participação do Senar no Congresso foi mostrar o plano de investimento do Brasil para o Programa de Investimento Florestal (FIP). “No evento nós observamos que há uma sinergia entre os projetos e o Senar tem potencial para trabalhar com a recuperação de passivo ambiental”.

Mateus Tavares e Janei Resende

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Silvicultura e Agrossilvicultura

Veja também