Paraíba

16/06/2020

Senar Paraíba retoma curso ‘Técnico em Agronegócio’ com aulas remotas

Por: Ascom Sistema Faepa/Senar-PB

As aulas do curso Técnico em Agronegócio, do Senar Paraíba, foram reiniciadas no último fim de semana. Mas neste semestre, os alunos experimentaram uma novidade. Por causa da pandemia do novo coronavírus, os encontros presenciais foram adequados e estão sendo realizados de maneira remota, para segurança de alunos e tutores.

“O Senar elaborou uma proposta de aprendizagem remota para esse semestre. Os alunos vão ter a oportunidade de ter aulas com os seus tutores habituais. Eles vão utilizar ferramentas que favoreçam a aprendizagem, a preparação para as provas e a relação tutor-aluno”, explicou a coordenadora regional da Rede e-Tec na Paraíba, Poliana Queiroz.

No Estado, existem três polos de apoio presencial distribuídos nas cidades de Alagoa Grande, Campina Grande e João Pessoa, sendo que na capital o retorno será no próximo dia 20.  O curso é semipresencial e já contava com 80% da sua carga-horária na modalidade à distância. Assim, a implantação do modelo remoto contribui para garantia da qualidade da formação do profissional.

“Nós temos o curso desde 2015 e formamos mais de 400 alunos. O Senar Paraíba vem colocando essa oferta ano a ano e enchendo suas turmas com turmas cheias. Ao longo deste ano, deverão ser certificados mais 200 profissionais. Com isso, levamos aos produtores rurais, e suas propriedades, uma visão empreendedora”, afirma o superintendente, Sérgio Martins.

Uma das alunas que voltaram às aulas é Patrícia Oliveira. Ela e o marido são do polo Campina Grande e tem uma chácara com o marido na cidade do Conde, região metropolitana da capital, para a qual estão estudando o desenvolvimento de alguma atividade produtiva.

“A minha experiência com a aula remota foi muito boa. Deu muito certo, a interação com a turma e a tutora flui bem. Foi quase a experiência do presencial, só que sem o contato físico. Nesse tempo que estamos vivendo, isso é muito útil para o nosso conhecimento e manutenção do curso. Inclusive para a nossa saúde mental, já que mantemos a rotina e as atividades”, revelou Patrícia.

O retorno positivo da aluna também é percebido pelos tutores. A exemplo de Maria Helena da Silva, da unidade curricular de Gestão de Pessoas. Ela destacou como desafio o esforço para garantir a qualidade da aprendizagem e apoio recebido pelo Senar para alcançar esse objetivo.

“Esse é um momento diferente para todos nós e precisamos pensar na aprendizagem, mas também na individualidade do aluno. Nesse sentido, foi uma surpresa positiva ver o esforço do Senar, que preparou um ambiente virtual para as aulas, os professores foram treinados e também recebemos uma metodologia própria”, avaliou a tutora.

Veja também