06/01/2016

Sistema Famato/SENAR-MT troca superintendentes

Nesta terça-feira (5/1), o presidente do Sistema Famato/ SENAR-MT, Rui Prado anunciou mudanças na instituição. O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Tiago Mattosinho deixa o cargo e, quem assume é o engenheiro agrônomo Otávio Celidonio que era superintendente do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea). E a partir desta data, quem passa a comandar o Imea é Daniel Latorraca que já era colaborador do Instituto e exercia o cargo de gestor de projetos.

Tiago Mattosinho deixa não só a superintendência do SENAR-MT, como também o Estado de Mato Grosso. Ele segue para um novo projeto na empresa de sua família, em São Paulo.

Mattosinho esteve à frente de entidade desde 15 de novembro de 2010, quando o quadro de funcionários tinha pouco mais de 60 colaboradores. Em 2015 esse número saltou para 140. Também houve ampliação nos escritórios regionais, passando de nove para 11 e, assim em parceria com os Sindicatos Rurais, o SENAR-MT chega a todos os municípios mato-grossenses.

Outra conquista na gestão de Mattosinho foi a construção de seis Núcleos Avançados de Capacitação e a parceria com o Instituto Mato-grossense de Algodão (IMA) para a implantação do Centro de Treinamento e difusão de tecnologia, em Sorriso.  Além disso, nestes últimos cinco anos o número de treinamentos ofertados chegou a 234.

A qualificação de mão de obra para o setor de máquinas e implementos agrícolas foi uma das prioridades na gestão de Mattosinho. Em 2011 foram capacitadas 2.148 pessoas. Já em 2015 esse número aumentou para 5.079.

Ao assumir a superintendência do SENAR-MT, Celidonio diz que o desafio é grande, mas ainda é possível continuar melhorando o que a instituição de ensino rural conquistou nestes últimos anos. Uma das oportunidades que o novo superintendente pretende explorar é a inserção de novas tecnologias noscursos e  treinamentos.  "Ainda no Imea estava liderando a iniciativa da agroaceleradora, que consiste em promover o desenvolvimento de empresas de tecnologia".

Celidonio diz que pretende envolver o SENAR-MT neste projeto e inserir os instrutores credenciados juntos a instituição de ensino neste processo. "Espero que a partir desta iniciativa surjam novas soluções tecnológicas que ofereçam não, apenas, uma forma lúdica de aprender, mas também ferramentas para que os produtores possam continuar utilizando para gerenciar melhor o seu negócio".

Para o novo superintendente, os programas e projetos especiais do SENAR-MT também são prioridades e, ele destaca que quer acompanhar de perto a realização das ações. "O objetivo é saber as necessidades dos participantes". Celidonio destaca ainda a importância de programas como o Sucessão Familiar, Academia de Lideranças, Mutirão Rural, Inclusão Digital e vários outros.

Há oito anos no Sistema Famato/ SENAR-MT, Celidonio participou da restruturação do Imea e assumiu a superintendência do Instituto há cinco anos e meio. Nesse período o número de funcionários dobrou e o Imea consolidou sua posição de referência nacional no conhecimento de informações econômicas do agronegócio. "Secretários e até ministros já nos confidenciaram que o trabalho do Imea tem papel fundamental para a criação de políticas para o agronegócio nacional".

Além de políticas, o trabalho do Imea contribui diretamente para tomada de decisão de produtores e empresas, quer seja nas ações do cotidiano em atividades como o comércio de produtos e insumos agrícolas ou até mesmo como subsídio para a decisão de investimentos e até mesmo a vinda de empresas para Mato Grosso. Para isso, além de disponibilizar gratuitamente no site e aplicativo os indicadores produzidos pelo instituto em 2015, o Imea realizou 56 estudos e publicou mais de 400 relatórios periódicos.

Assessoria de Comunicação Sistema Famato/ SENAR-MT
www.sistemafamato.org.br

Veja também