04/12/2020

Rede CNA Jovem promove debate sobre tecnologia e liderança no agro

Brasília (04/12/2020) A Rede CNA Jovem, programa de desenvolvimento de lideranças do setor agropecuário do Sistema CNA/Senar, promoveu, na quinta (3), uma transmissão ao vivo pelas redes sociais para discutir o uso da tecnologia na divulgação e aceleração do agro e a liderança em momentos de crise.

A agroinfluencer e relações públicas Camila Telles foi uma das convidadas e iniciou o debate destacando a importância da comunicação como estratégia para defender e melhorar a imagem do setor agropecuário brasileiro.

“Tem muita gente falando mal do agro porque lê e escuta coisas na internet e aceita como verdade. Nós precisamos chamar a atenção desse público, pensar fora da caixa e mostrar o outro lado, porque se a gente não comunicar de forma correta vai existir muita desinformação na internet, nas escolas e até nas universidades”, disse.

Telles afirmou que o setor precisa trabalhar de forma unida, usando a tecnologia e a inovação a seu favor. “A gente tem que fazer um trabalho na base, no nosso dia a dia, mostrar que o agro não é vilão, e sim a solução. Temos que mostrar que a maioria dos produtores está fazendo certo para incentivar que todos sigam o mesmo caminho”.

Durante o diálogo, o diretor de Inovação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Cleber Oliveira Soares, falou sobre a aceleração de adoções tecnológicas no setor rural. Segundo eles, existem três perspectivas para que isso ocorra: a inovação aberta, o digital e a sustentabilidade e segurança alimentar.

“Na inovação aberta existe o princípio da necessidade de fortalecer as relações das cadeias que geram mais valor para o agro, ou seja, temos que interagir com outros setores econômicos. Já o digital é a grande alavanca para transformar o setor, e sustentabilidade e segurança alimentar estão ligadas”.

Para Soares, a aceleração do agro passa pela tecnologia e inovação, gerando riqueza e qualidade de vida para as pessoas.  “É evidente que a evolução da agricultura brasileira se deu pela adoção de tecnologia e o uso de sistemas de produção eficientes”.

O jornalista e comentarista do agro José Luiz Tejon foi o último palestrante do dia e falou sobre qual tipo de liderança é necessária em momentos de crise. “Um líder existe para lidar com seres humanos, pois a humanidade é resultado das suas lideranças. Em momentos críticos, como a pandemia do Covid-19, os grandes líderes se destacam dos demais”.

Em sua exposição, Tejon disse que um líder precisa trabalhar sob o valor da ética, ter visão de longo prazo e deixar seu legado. “É fundamental ter competência adaptativa, ser carismático e cuidar da reputação e da imagem”.

Durante o evento online também ocorreram mesas redondas. A primeira abordou o tema “Tecnologia e Comunicação no campo”, com Jocélio Oliveira (FAEPA/Senar PB), Fabio Camargo (Famasul Jovem), Kimberly Prote (AgroUp/ICNA) e Fernando Borges (FAEG/Senar GO).

A outra foi sobre “Liderança jovem no setor rural” com Izaura Sales (Senar RN), Kezia Gonçalves (Rede CNA Jovem PA), Maria Vivianne (FAERN Jovem RN) e Roberta Maia Magalhães (Famasul Jovem).

Assista o debate na íntegra:

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também