12/04/2019

CNA discute ações de promoção comercial e novas tendências de consumo em Bruxelas

Brasília (12/04/2019) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou nesta semana, em Bruxelas, do Fórum para o Futuro da Agricultura (FFA, sigla em inglês) e de várias reuniões para discutir ações de promoção comercial de produtos do agro brasileiro na União Europeia.

O FFA é o principal evento sobre produção agrícola e meio ambiente da Europa e reuniu mais de dois mil participantes. O tema desse ano foi “A Agricultura e a Geração Futura”. “É o fórum ideal para a divulgação de informações atualizadas sobre a produção brasileira, nossas ações de sustentabilidade e engajamento nas tendências no consumo global de alimentos”, explicou a coordenadora de Relações Internacionais da CNA, Camila Sande, que representou a entidade no evento.

Os palestrantes abordaram questões como consumo responsável, geração de renda e acesso a recursos financeiros e tecnológicos como garantia da manutenção do produtor no campo, política agrícola europeia e a preservação do meio ambiente e as novas tendências da alimentação. O Brasil foi o único país com um stand no evento.

Stand do Brasil no FFA

Stand do Brasil no FFA

“Isso nos deu a oportunidade de ser o foco da atenção dos participantes, conversar com parceiros de diversas partes do mundo, com representantes de ONGs e mostrar dados e informações precisas sobre a nossa produção. A Europa tem muita carência desses dados e a realidade é frequentemente distorcida. Por essa razão é de importância fundamental a CNA estar presente e participar desse tipo de ação, em parceria com a Apex Brasil e com a missão do Brasil na União Europeia”, disse Camila.

A coordenadora também destacou a nova geração de consumidores europeus, que mostra cada vez mais interesse em saber quem são os responsáveis pelo alimento que chega a mesa. Eles buscam informações como a fazenda, o país, a história das pessoas que produzem, entre outras informações.

“A Europa e outros países já estão produzindo pequenos vídeos na embalagem do produto, com um QR Code. Você aproxima o smartphone e tem acesso a um vídeo que conta um pouco da história do produtor, onde quer que ele esteja. É uma tendência crescente essa aproximação do consumidor jovem, em especial, à origem da sua alimentação”.

Reuniões – A representante da CNA também teve uma ampla agenda de encontros com importadores de produtos agropecuários brasileiros. Uma dessas reuniões foi com a European Livestock and Meat Trading Union (UECBV), que representa os segmentos de carnes em geral, além de entidades de pescados, frutas e hortaliças. Na pauta, temas como os desafios para a ampliação das exportações brasileiras para o continente e a reabertura do mercado europeu para pescados brasileiros.

“A União Europeia é o segundo mercado para as exportações brasileiras e o principal na formação de tendências de consumo que podem beneficiar o acesso a mercados dos produtos brasileiros”, completou Camila Sande. A Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas) também participou das discussões, além da Apex Brasil e outras entidades.

“Por esta razão, estar presente nesses fóruns e ter constante engajamento com os nossos parceiros na UE é essencial para a manutenção e ampliação da presença do agro brasileiro na mesa dos consumidores europeus. Eles exigem altos critérios de sustentabilidade, qualidade e, agora, como nova tendência, a aproximação maior entre produtores e consumidores”, concluiu.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Relações Internacionais

Veja também