24/11/2020

CNA defende rastreabilidade para cadeia do feijão

Brasília (24/11/2020) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu, na terça (24), a importância das inovações tecnológicas para o agro e defendeu a rastreabilidade vegetal como um caminho para o desenvolvimento da cadeia produtiva do feijão.

O assunto foi tema da reunião da Câmara Setorial de Feijão e Pulses do Ministério da Agricultura, que discutiu as inovações que estão sendo desenvolvidas pelo ministério e pela Embrapa.

“Apoiamos várias ações para fortalecer a cadeia e abrir mercado lá fora porque entendemos que o feijão é uma opção boa para o produtor diversificar a renda”, afirmou o assessor técnico da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, Fábio Carneiro.

O técnico falou sobre o sistema de rastreabilidade Agri Trace Vegetal que foi criado pela confederação e hoje atende as cadeias de hortaliças e frutas. Segundo ele, a intenção da entidade é ampliar a tecnologia para o setor de feijão e pulses.

“Ele é feito para pequenos agricultores e é o mais barato do mercado. Temos feito contato com outros setores para melhorar o aplicativo e gerar a credibilidade que a cadeia do feijão precisa.”

A coordenadora-geral da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa, Sibelle de Andrade Silva, apresentou as diretrizes de inovação para o agro, que segundo ela, abrangem agregação de valor, bioeconomia, sustentabilidade, aprendizagem virtual, conectividade e foodtech.

“Com o crescimento populacional, a produção agrícola precisa crescer em quantidade e qualidade. Não basta ter políticas públicas para erradicar a fome, mas também o déficit nutricional, e as cadeias que lidam principalmente com proteína de origem vegetal tem um papel muito relevante nesse sentido”, afirmou.

Sibelle ressaltou que a organização da cadeia e a rastreabilidade para o feijão é fundamental e que o ministério deve buscar acelerar o desenvolvimento dessas tecnologias junto ao setor produtivo.

“A rastreabilidade para o feijão é um dos itens mais urgentes e podemos unir esforços com a CNA nesse sentido também e repetir a parceria bem sucedida como no lançamento do ID agro para máquinas agrícolas.”

A pesquisadora da Embrapa Arroz e Feijão, Luciene Fros Camarano de Oliveira, falou sobre o aplicativo Doutor Feijão, criado pela empresa para aproximar os produtores das soluções tecnológicas. 

A ferramenta auxilia técnicos e agricultores, trazendo informações sobre o desenvolvimento da planta e o manejo e pragas e doenças, entre outras e também disponibiliza publicações, identifica parceiros para aquisição de sementes e coloca o produtor em contato direto com a Embrapa.

O presidente da câmara setorial, Roberto Queiroga, ressaltou que todas as inovações tecnológicas apresentadas vão contribuir para ampliar a cadeia dentro e fora do país, melhorar as sementes e dar visibilidade aos processos e a todos os elos da cadeia produtiva.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Cereais, Fibras e Oleaginosas

Veja também