18/01/2016

SENAR/MS promove aula inaugural de capacitação do Pronatec em Bovinocultura de Leite

“Algum tempo atrás o mercado cobrava do profissional a capacidade de execução. Hoje, este cenário mudou e quem detiver o conhecimento intelectual terá destaque na contratação. Por isso, parabenizamos a todos os aprovados e desejamos que aproveitem o máximo possível”. A afirmação da diretora secretária do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, Terezinha Cândido, aconteceu neste sábado (16) durante a aula inaugural do Pronatec Agro Ead, realizada no auditório da instituição.

Idealizado no final do ano passado, o curso de Assistente de Planejamento, Programação e Controle de Produção, na vertente bovinocultura de leite, já era oferecido presencialmente pelo SENAR/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e tem objetivo de qualificar acadêmicos, técnicos e tecnólogos que já atuam ou desejam aprofundar os conhecimentos na atividade de produção leiteira.

Pioneirismo em qualificação - Foram oferecidas 200 vagas, divididas entre os municípios de Campo Grande e Dourados e os aprovados terão a oportunidade de buscar aperfeiçoamento, no curso semipresencial que possui um total de 200 horas/aula. No formato presencial foram concluídas 16 turmas, qualificando 320 participantes em 10 municípios do Estado. Já a metodologia EaD – Ensino à Distancia será desenvolvida pela primeira vez nos cursos intermediados pelo Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, nas regionais do SENAR em Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

O médico veterinário e instrutor do SENAR/MS, Maurício Negreiros, será um dos tutores da capacitação. Durante a aula, o profissional detalhou aos alunos qual o fator que determinará o sucesso de uma propriedade rural. “O que vai diferenciar qualquer atividade econômica, independente do setor, é a gestão. Sem planejamento, controle e monitoramento fica complicado identificar o que está dando certo e o que precisa ser mudado”, explica.

Tecnologia a serviço do campo – O biólogo e técnico em agropecuária, Alessandro Hidalgo Santos, comenta que já concluiu uma especialização na modalidade EaD e aproveitou a oportunidade oferecida para ampliar os conhecimentos. “Sou especialista em Educação no Campo e trabalho com assistência técnica em assentamentos localizados em Sidrolândia e Nova Alvorada do Sul. Quando fiquei sabendo do curso focado em bovinocultura de leite resolvi me inscrever para obter mais conhecimento e ampliar as possibilidades de trabalho”, ressalta.

A agrônoma Rejane Santos Ribeiro contabiliza quase 20 anos de experiência no setor de pecuária e está sempre procurando oportunidades de aperfeiçoar os conhecimentos. “Apesar da minha formação em agronomia, as oportunidades de trabalho me aproximaram da pecuária de corte, setor em que mais atuei desde que conclui a graduação. Sempre que posso participo de cursos no setor e pelo SENAR já conclui Manejo de Pastagens e Cadastro Ambiental Rural, ambos no formato à distância”, destaca.

A profissional argumenta que decidiu participar do curso, para reciclar os conhecimentos e exercitar na prática, o conteúdo teórico. “Ao longo da carreira absorvemos uma quantidade de informação muito grande, no entanto, por falta de prática, acabamos esquecendo. Minha expectativa com esse curso é reciclar os conhecimentos e contribuir para o desenvolvimento dos produtores do setor, que necessitam de orientação”, conclui.

Os aprovados foram divididos em quatro turmas, sendo duas em Campo Grande e as demais em Dourados, com horários matutino e vespertino. No primeiro encontro foram distribuídos, material didático e orientações para estudo no ambiente virtual.

Assessoria de Comunicação Sistema Famasul/SENAR-MS
http://famasul.com.br

Veja também