10/11/2016

Produtores de Goiás iniciam segunda etapa de vacinação contra febre aftosa

Por: FAEG

Goiânia / Goiás (10/11/2016) - Produtores de Goiás devem vacinar bovinos e bubalinos com idade até 24 meses contra a febre aftosa até o final deste mês. De acordo com a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), devem ser vacinados também contra a raiva, nesta segunda etapa, todos os animais herbívoros, incluindo equídeos e caprídeos, com idade até 12 meses, dos 120 municípios considerados de alto risco para a doença no Estado, cuja lista pode ser encontrada no site da Agrodefesa.

De acordo com a Gerência de Sanidade Animal da Agrodefesa, nessa etapa devem ser vacinados mais de 10 milhões de bovídeos, de um rebanho estimado de 22 milhões de cabeças. A Declaração de Vacinação deve ser encaminhada para a Agrodefesa até o 5º dia útil após o fim da campanha, o que pode ser feito online, no site da Agência, ou mediante formulário impresso.

O pecuarista que não imunizar seus animais terá que fazer a vacinação assistida por fiscais da Agrodefesa, além de ser autuado em R$ 7.00 por animal, ou R$ 14,00 em caso de reincidência, além de ter sua propriedade interditada.

Orientações sobre a vacina
A aquisição das vacinas pelo produtor, obrigatoriamente, deve estar acobertadas por Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), emitida no ato de retirada do medicamento. 

A Portaria nº 960/2015, que regula a 2ª etapa anual de vacinação proíbe a realização de leilões virtuais ou presenciais de bovino e bubalinos no período de 1º a 7 de novembro, tendo em vista o período de carência da vacina. Também fica proibida nesse período, a presença de bovinos e bubalinos em feiras agropecuárias em todo o Estado. Após esse prazo, a entrada de animais nesses eventos se fará mediante comprovação de vacinação e a devida observância dos prazos de carência.

Vacinação nos outros Estados
Em 14 estados (Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e São Paulo), a vacinação deve ocorrer em todo o rebanho bovino e de búfalos. Em mais oito estados (Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul - exceto no Pantanal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe, Tocantins) e no Distrito Federal, a vacina será somente para animais com até 2 anos de idade.

Nesta segunda fase da vacinação, o Brasil deve imunizar aproximadamente 215 milhões de animais. 

 

Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás - FAEG
http://sistemafaeg.com.br/

    

Veja também