18/06/2020

Presidente da CNA, ministros e Federações do Nordeste debatem demandas da região

Brasília (18/06/2020) – O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e presidentes de Federações da Agricultura e Pecuária do Nordeste participaram de uma videoconferência para debater as principais demandas da região na quinta (18).

O encontro foi organizado pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Piauí (Faepi), deputado federal Júlio César Lima. Entre os convidados também estavam a ministra da Agricultura, Tereza Cristina; o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; e o secretário especial de Relações Institucionais do Ministério da Economia, Esteves Colnago Junior.

A reunião discutiu a importância de órgãos estruturantes para o desenvolvimento regional, como a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e o Banco do Nordeste.

“O Nordeste tem que ter tratamento diferenciado porque é diferente. Mas o problema não é só colocar recursos. Essas instituições foram criadas há muito tempo e hoje temos outra realidade. Temos que reinventá-las”, afirmou João Martins.

O presidente da CNA também destacou a relevância do programa AgroNordeste para o apoio e crescimento da região. A iniciativa, liderada pelo Ministério da Agricultura, contará com a parceria do Sistema CNA/Senar na oferta de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).

“Criamos e incentivamos esse programa para o surgimento de nova classe média rural. Sem isso, continuaremos com essa desigualdade”.

Tereza Cristina reforçou a relevância do AgroNordeste e garantiu que as ações deverão “deslanchar” no segundo semestre desse ano. Para ela é preciso incentivar o plano nacional de irrigação, ampliar a oferta de crédito e facilitar o acesso aos fundos de desenvolvimento.

“Eu vejo o Nordeste como um grande desafio, mas também com um potencial enorme e inexplorado. Pela localização que tem e pela importância que representará para o Brasil no fornecimento de alimentos para o mundo. Precisamos focar, ver quais são as demandas mais urgentes junto às Federações e ter um trabalho dirigido”, disse ela.

Infraestrutura - A conclusão da Transnordestina, a transposição do Rio São Francisco e a pavimentação da BR-020 foram outros temas da reunião, assim como a renegociação dos débitos dos agricultores do Nordeste.

Para Júlio César Lima, o encontro demonstra o comprometimento dos ministros com as causas nordestinas. Na próxima semana, ele e a ministra Tereza Cristina deverão se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para tratar da prorrogação da lei de renegociação das dívidas dos produtores da região.

“Além disso, pretendemos recriar o Fundo de Investimentos do Nordeste (Finor) e criar uma linha de crédito em função da instabilidade climática da região”, declarou.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, concorda com a necessidade de modernização da estrutura e atuação dos órgãos. Ele ressalta, ainda, a importância da elaboração de projetos de qualidade para a obtenção dos recursos disponíveis.

“São assuntos extremamente importantes para a região e que precisam ser tirados das gavetas. Esse diálogo é importante para sabermos onde as políticas públicas precisam chegar e termos mais ações proativas, que alcancem realmente a ponta”.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também