17/05/2018

Comissão Nacional de Irrigação se reúne em Brasília

Brasília (17/05/2018) – Para apresentar o plano de trabalho e definir ações para beneficiar os produtores da atividade irrigada, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realizou na quarta (16) a primeira reunião da Comissão Nacional de Irrigação. 

No encontro, o pesquisador José Alves Júnior, da Universidade Federal de Goiás (UFG), apresentou a metodologia de uma pesquisa que está desenvolvendo sobre o manejo de irrigação da cultura de tomate industrial em Goiás, responsável por 70% da produção nacional. 

Um dos objetivos da pesquisa é ter um diagnóstico do uso da água de irrigação na produção de tomate industrial em Goiás em áreas de pivô central e o desenvolvimento de um aplicativo que auxilie o irrigante a decidir quando e quanto irrigar.

Para o presidente da Comissão Nacional de Irrigação, Eduardo Veras, a parceria entre universidades e setor produtivo vai contribuir para a geração de dados e para a tomada de decisão na gestão de recursos hídricos.

“A geração de dados a partir da pesquisa científica vai possibilitar o aprimoramento, a tecnificação e a mensuração da quantidade de água utilizada na agropecuária, além de mostrar à sociedade que os produtores rurais usam os recursos hídricos para a produção de alimentos”, afirmou. 

Outro tema debatido na reunião foram os custos elevados para o uso da água na agropecuária. 

O assessor técnico da Comissão, Gustavo Goretti, disse que em determinadas localidades o produtor rural está sendo penalizado, mesmo utilizando o recurso hídrico de forma eficiente. 

“Além da produção de alimentos, a irrigação também cria benefícios sociais, gerando aumento de emprego e de renda para a comunidade. O custo da água em alguns territórios de bacia não pode ser tão elevado a ponto de inviabilizar a produção”, destacou. 
Na reunião, o assessor técnico do Senar, Rafael Diego Costa, apresentou as ações do Programa Nacional de Irrigação, lançado durante o 8º Fórum Mundial da Água.

“Estamos atuando para capacitar técnicos em operação e eficiência nos sistemas de irrigação e na preparação dos produtores rurais para atuarem dentro dos comitês de bacia”, declarou. 

De acordo com o assessor, os comitês de bacia hidrográfica são espaços ideais para que os produtores rurais apresentem a importância da irrigação em uma bacia hidrográfica. 

“Com as capacitações ofertadas pelo Senar, o produtor estará mais bem informado para defender os interesses da agricultura”, concluiu. 

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br 
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Áreas de atuação

Meio Ambiente

Veja também