Como a Peste Suína Africana influenciou os hábitos de consumo na China?

Por: InvestSP – Escritório Xangai

O primeiro caso de peste suína na China foi descoberto em agosto de 2018. Desde então, a epidemia expandiu-se por todo o país e causou um enorme impacto na oferta de produtos e derivados da carne suína. Esse impacto foi tão grande que até hoje reflete-se nos hábitos de consumo atuais dos chineses.

A China é o maior produtor e consumidor de suínos do mundo. Como a peste suína africana é uma doença infecciosa com alta taxa de mortalidade, sua disseminação na China causou uma queda abrupta no rebanho e na produção suína, o que elevou o preço da carne no mercado. Em novembro de 2019, o preço da carne suína atingiu o seu pico histórico. Os impactos e consequências dessa crise sanitária devem se estender por um longo período, mas criam grandes oportunidades para empresas brasileiras exportadoras de todos os tipos de proteína de origem animal.


* Faça o download acima para ler o Estudo completo

Áreas de atuação

Relações Internacionais

Veja também

Produtor, neste momento de crise em razão do coronavírus, você não está sozinho. Clique aqui e fale com nossos técnicos.