11/11/2019

Sistema CNA/Senar apresenta Rede Agroup em evento de tecnologia agropecuária

Brasília/DF (12/11/19) – O coordenador de Inovação do Sistema CNA/Senar, Matheus Ferreira, apresentou a Rede AgroUp de Inovação para o Agronegócio durante o I Fórum de Inovação e Sustentabilidade para a Competitividade que aconteceu no e-Agro, feira de Inovação e Tecnologia Agropecuária em Vitória da Conquista (BA), no último fim de semana.

“Apresentamos os passos para a inovação no agro e a importância dessa inovação acontecer de forma coordenada e responsável. O movimento da inovação está muito forte no Brasil em relação ao agro. Saímos de aproximadamente 350 startups em 2018 para quase 1.200 este ano. Agora precisamos acompanhar o que essas startups estão desenvolvendo e se efetivamente atendem às principais demandas do produtor rural”, disse.

Ferreira apontou que o AgroUp faz essa coordenação ao mapear os problemas do produtor rural por meio da rede de assistência técnica e gerencial e sindicatos rurais.

“Nosso papel é acompanhar esse movimento de inovação, do que está sendo pesquisado e desenvolvido, buscando inclusive fora do Brasil o que já existe de tecnologia e conectar isso à primeira etapa do AgroUp, que é o mapeamento das necessidades do produtor.”

Durante a palestra, o coordenador de Inovação do Sistema CNA/Senar falou também sobre a metodologia de assistência técnica e gerencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Ele apresentou os resultados do Projeto ABC Cerrado, que aliou capacitação e assistência técnica para incentivar o produtor a adotar as tecnologias de baixa emissão de carbono.

“O produtor rural uma vez sensibilizado da importância da assistência técnica e gerencial, responde e implementa a tecnologia. Isso é a prova de que tecnologia e inovação, quando bem aplicadas, dão retorno positivo tanto para o produtor como para a sociedade como um todo.”

Conectividade - Matheus Ferreira destacou ainda a importância da conectividade no campo para o produtor rural ter acesso à inovação. Segundo ele, a falta de internet é um dos principais problemas no campo.

“Primeiro para uso da tecnologia embarcada nas máquinas agrícolas, que usam menos de 50% do seu potencial por falta de internet; segundo, para facilitar a segurança no campo ajudando a monitorar a propriedade; e, terceiro, para promover a sucessão familiar, mantendo produtor e filhos no campo ao facilitar a qualificação com acesso à educação a distância”, disse.

Ferreira esclareceu que uma das prioridades do Sistema CNA/Senar para o ano que vem é oferecer soluções abrangentes que melhorem a conectividade no campo dentro desses três pontos: uso da tecnologia embarcada, segurança no campo e sucessão familiar.

Próximos passos - Segundo Matheus Ferreira, para o próximo ano a ideia é ampliar a Rede AgroUp, com mapeamento de problemas em mais estados e cadeias produtivas visando construir uma estrutura coordenada de inovação do agro.

“Esse levantamento nos dará subsídios para saber quais e onde serão realizados os eventos de inovação como os hackathons, levando em consideração a aptidão de cada estado para construir soluções que servirão para os demais. A comunidade de inovação e as startups do agro estão se estruturando, o que está sendo uma grande oportunidade para o Sistema CNA/SENAR fomentar junto aos produtores rurais do país.”

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: GS Produtora
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também