Minas Gerais

29/07/2020

Propriedade assistida pelo ATeG em Silverânia (MG) é destaque no Ranking Nacional de Girolando

Por: SENAR MINAS

O Sítio Paraíso, localizado na cidade de Silverânia, na Zona da Mata mineira, foi destaque no Ranking Nacional de Girolando, na categoria Menor Média de Intervalo de Partos. A propriedade conquistou o quinto lugar.

O produtor rural Lucas Grossi de Paiva conta que começou a registrar seus animais no ano de 2010, e, a partir de então, começou a levá-los a feiras e exposições. “Em 2014, participamos do MegaLeite, conquistando o primeiro lugar na categoria Vaca Jovem ¾ de Sangue. Além disso, conquistamos o posto de Melhor Vaca ½ no ranking das Top 1.000. Em 2018, ficamos com a terceira colocação na Média de Leite entre Intervalos de Parto.”

Lucas relata que o fato de ter participado de cursos oferecidos pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES foi um importante diferencial. “Fiz cursos como Bovinocultura e Qualidade do Leite. Desde outubro de 2019, estamos sendo assistidos pelo ATeG [Programa de Assistência Técnica e Gerencial – Bovinocultura].” Ele participa do Programa junto com o pai, Geraldo Antônio de Paiva.

Propriedade assistida pelo ATeG em Silverânia (MG) é destaque no Ranking Nacional de Girolando

“Estava buscando imprimir mais organização ao nosso negócio, visto que meu pai nunca teve o hábito de fazer anotações, trabalhando de forma bem desorganizada. Como estou assumindo mais responsabilidades no sítio, tenho buscado conhecimento. É preciso analisar o que está dando certo e o que está dando errado, a fim de promover melhorias, principalmente na produção e financeira. O ATeG está me ajudando demais nesse processo”, pondera, explicando que todo a produção leiteira é enviada para laticínio.

Ranking Nacional de Girolando

Lucas explica que o quinto lugar no Ranking Nacional de Girolando, na categoria Menor Média de Intervalo de Partos foi conquistado com a marca de 377 dias, com média de10 a 50 animais. “O ideal é o intervalo de um parto a cada 365 dias, ou seja, um parto a cada ano, mas é uma meta difícil de ser alcançada porque, por mais perfeita que seja a reprodutividade do rebanho, sempre tem uma ou duas vacas que apresentam problemas, como doença reprodutiva, por exemplo, fazendo a média aumentar."

O intervalo de partos compreende o período da gestação e o chamado período de serviço ou “dias em aberto”. Trata-se de um dos parâmetros reprodutivos mais importantes, pois reflete indiretamente a fertilidade do rebanho.

A sua duração depende dos eventos ocorridos no puerpério e do número de serviços (montas naturais ou inseminações artificiais) necessários para uma vaca se tornar gestante novamente. Quanto mais prolongado o período de serviço, maior o intervalo de partos, menor o número de bezerros nascidos por ano e menor a produção de leite diária.

Produtividade e qualidade

“No momento atual, com margens de lucro cada vez menores e diante de uma competitividade sem precedentes, o produtor rural precisa buscar informação por meio de ferramentas de gerenciamento técnico com profissionais com experiência comprovada, para aumentar sua produtividade e qualidade, buscando sempre, também, o melhoramento genético do rebanho e, consequentemente, garantia de renda. Tudo isso o produtor encontra no ATeG. Gostaria de parabenizar todos os envolvidos, já que, mesmo com a pandemia, o trabalho continuou. Parabéns aos supervisores, técnicos, mobilizadora e produtos assistidos e nosso muito obrigado ao  Sistema FAEMG/SENAR/INAES”, destaca o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Rio Pomba, José Alfredo Quintão Furtado.

Veja também

Produtor, neste momento de crise em razão do coronavírus, você não está sozinho. Clique aqui e fale com nossos técnicos.