Minas Gerais

12/01/2021

Programa AgroNordeste comemora alcance de 100% da meta em Minas Gerais

Por: SENAR MINAS

O AgroNordeste, programa que presta assistência técnica e gerencial a propriedades do semiárido, conclui 2020 comemorando 100% da meta de atendimento executada. São 54 grupos assistidos em Minas Gerais, o que significa capacitação, conhecimento e geração de renda para 1620 produtores rurais. A equipe conta com 54 técnicos de campo e quatro supervisores, que atuam nas regionais de Araçuaí e Montes Claros.

Segundo o coordenador do programa no SENAR MINAS, o analista técnico Ricardo Tuller, os trabalhos começaram em março deste ano com um grupo pequeno de produtores e, especialmente neles, já se notam o avanço da produtividade, melhoria das técnicas de produção e aumento da renda.  O programa assiste oito cadeias no estado: Apicultura, Avicultura, Cafeicultura, Fruticultura, Olericultura, Bovinocultura de Corte e Leite e Piscicultura. As atividades seguem até dezembro de 2022.

“As duas principais mudanças até o momento são a implantação de medidas de impacto dentro da propriedade já nas primeiras visitas e a o uso de tecnologias dentro das atividades produtivas”, detalha Tuller. Os assistidos também estão recebendo treinamentos de formação profissional rural para capacitar a mão de obra nas propriedades, visando o incremento de renda.

Programa AgroNordeste comemora alcance de 100% da meta em Minas Gerais - SENAR MINAS
O técnico de campo Edgar (à esquerda), com produtor de banana assistido pelo AgroNordeste

Confiança e sucesso

Em apenas seis meses sendo assistido pelo AgroNordeste, Aloísio Soares Otoni, que produz banana prata em uma propriedade de 13 hectares em Araçuaí, viu sua produção subir de 320 caixas por mês para 1000. Destas, 640 são de fruta de 1ª qualidade; o que não serve para o mercado, ele passou a transformar em banana passa, gerando mais renda para a família. “O produtor é muito aberto a novas tecnologias. Então fizemos análise de solo para identificar carências da planta, implantamos fertirrigação, tratos culturais adequados e controle sanitário, o que levou a um grande incremento na produção”, conta o técnico Edgar Botelho de Faria. “A assistência do programa foi 100%. Depois que eu coloquei as ideias dele em prática, a lavoura melhorou demais, graças a Deus”, elogia o produtor.

Produtor de café, Joel Marcony da Silva Santos, de Novo Cruzeiro, não estava muito empolgado com o programa – mas o trabalho do técnico Leandro Gonçalves Moreira e os exemplos de sucesso que ele mostrou ganharam sua confiança. “Ele apresentou um grande avanço na aplicação das recomendações. Foi a primeira vez que ele fez uma análise de solo na lavoura – a partir daí fizemos a correta calagem e adubação química do cafezal. Ele também reduziu custos adquirindo os insumos por meio de compra coletiva com outros produtores assistidos”, conta o técnico. Dois dos quatro talhões da propriedade foram renovados e a estimativa é de aumento de cerca de 40 a 50% de produção para o próximo período.

Programa AgroNordeste comemora alcance de 100% da meta em Minas Gerais - SENAR MINAS
Leandro, técnico de campo (à esquerda) com cafeicultor atendido pelo programa

Impacto da ATeG no semiárido

De acordo com o coordenador técnico do SENAR MINAS, Bruno Rocha, a assistência técnica é uma ferramenta de aplicação universal porque trata cada unidade produtiva como um negócio único, considerando a regionalização como elemento fundamental para a escolha das tecnologias a serem ofertadas ao produtor rural.

“Temos a clareza que o semiárido traz consigo desafios maiores no que tange a ocorrência de intempéries climáticas, exigindo a aplicação de técnicas que permitam ao produtor maior resiliência em sua atividade. Nossos técnicos e supervisores estão engajados em promover o desenvolvimento sustentável dessas unidades, buscando, sobretudo, a geração de renda e o bem-estar da família rural daquela região”, avaliou.

AgroNordeste

A iniciativa visa impulsionar o desenvolvimento econômico, social e sustentável do meio rural do semiárido no Nordeste e em parte de Minas Gerais. O objetivo é levar assistência técnica e gerencial para pequenos e médios produtores que já comercializam parte da produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego. A iniciativa vai beneficiar 25,2 mil produtores até 2022.

O programa é uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em parceria com o Sistema CNA/SENAR. Em Minas Gerais, o AgroNordeste é desenvolvido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com os Sindicatos Rurais.

Veja também