15/06/2016

Demanda de treinamentos para o setor de avicultura deve aumentar na regional de Campo Novo

Um novo Sindicato Rural: o de Nova Marilândia que ainda está em fase de implantação, deve compor, em breve, a regional de Campo Novo do Parecis, que faz parte dos 11 escritórios regionais implantados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) nos últimos anos em todo o estado. De acordo com o supervisor, Rodrigo Garcia, a expectativa é que este novo sindicato possa solicitar treinamentos para a cadeia produtiva da avicultura que está sendo implantada na região. Várias granjas estão sendo instaladas e, com isso, consequentemente deve surgir novas solicitações de treinamentos.

O SENAR-MT, em parceria com os Sindicatos Rurais, oferece nove treinamentos específicos para a cadeia produtiva da avicultura. Além desses, a instituição de ensino oferece mais de 30 outros treinamentos e cursos que qualificam profissionais para atender diversos elos da cadeia. Dentre os nove específicos estão o de aproveitamento de resíduos da avicultura, postura, boas práticas de produção, manejo e até carregamento das aves com enfoque no bem-estar animal.

Além da avicultura, a piscicultura é outra atividade que está sendo desenvolvida na região, que tem como base da economia a agricultura e a pecuária. A presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Giovana Terezinha Velke, acrescenta que muitos produtores estão plantando feijão, gergelim e amendoim como segunda safra. "Além disso, acreditamos que deve haver um aumento de área plantada em nossa região".

Velke destaca ainda que, assim como em outros setores, falta mão de obra qualificada. "O SENAR-MT é nosso principal parceiro nesse desafio de qualificar e capacitar estas pessoas. Os treinamentos mais demandados são os de segurança e saúde no trabalho e, também, aqueles voltados para a área de mecanização agrícola".

Cristiane Maria Cury, mobilizadora do Sindicato Rural de Brasnorte, um dos 15 municípios que fazem parte da regional de Campo Novo do Parecis, acrescenta que assim como em quase todo o Mato Grosso, os treinamentos mais solicitados em seu município são para atender as necessidades da cadeia produtiva da soja e do milho. "Mas nossa principal dificuldade é a data. Programamos as ações no Plano Anual de Trabalho (PAT), mas com as variações de clima, nem sempre conseguimos realizar o treinamento na data em que foi programado", conta.

Em Sapezal, outro município que faz parte da regional de Campo Novo do Parecis, as solicitações não são muito diferentes dos municípios da região. A mobilizadora Maria José Maurício conta que só nesta semana está realizando quatro treinamentos, sendo uma turma de aplicação de agrotóxico utilizando pulverizador autopropelido, uma turma de Norma Regulamentadora (NR) 12 - Máquinas e equipamentos e duas turmas de primeiros socorros.

No ranking dos 10 treinamentos mais solicitados, o NR 12 tem um conteúdo bastante extenso, que inclui mais de 20 assuntos. Dentre eles estão medidas adicionais de proteção, acidentes de trabalho, medidas de prevenção de acidentes, aspectos ergonômicos e formas de prevenção de acidentes e de patologias, manutenção preventiva e corretiva e até sinalização e segurança. Neste treinamento o participante conhece diversas medidas preventivas de saúde e segurança conforme a NR 12.

Para este mês estão previstas, para a regional de Campo Novo do Parecis, mais de 70 ações educacionais realizadas pelo SENAR-MT e parceiros. Boa parte são treinamentos na área de máquinas e implementos agrícolas, mas também haverá ações dentro de programas especiais como Filhos no Campo e Campo Aprendiz. Os interessados em participar devem procurar o Sindicato Rural de seu município.

Assessoria de Comunicação do SENAR-MT
www.senarmt.org.br

Veja também