02/09/2020

CNA apresenta impactos da Reforma Tributária no setor de hortaliças

Brasília (02/09/2020) – Impactos das propostas de Reforma Tributária no agro e especificamente no setor de hortaliças foram apresentados, na quarta (2), em reunião virtual da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O coordenador do grupo de trabalho sobre a Reforma Tributária do Instituto Pensar Agro (IPA), Bruno Lucchi, fez uma exposição sobre o tema. O documento foi elaborado pelo IPA para os parlamentares da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) com as contribuições do setor.

Lucchi fez uma simulação das consequências da proposta de alíquota única da PEC 45/2019 para o setor de hortaliças. Segundo o levantamento da CNA, os custos de produção da mandioca, da alface e do tomate aumentariam 7,5%, 11,6% e 14,6%, respectivamente. As quedas de rentabilidade nas mesmas três culturas seriam de 1.507%, 63,1% e 147,4%.

“O Estudo da CNA alerta sobre o impacto da Reforma Tributária, se mal conduzida, para os produtores de hortaliças. O documento construído pelo IPA busca simplificação de processos e o não aumento da carga tributária para o agronegócio brasileiro e deve ser usado para pautar os parlamentares sobre os interesses do setor”, afirmou.

Também participaram da reunião o presidente da Comissão Nacional de Hortaliças e Flores da CNA, Manoel Oliveira; o assessor técnico da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Erivelton Cunha; e a advogada da Assessoria Jurídica da CNA, Viviane Faulhaber.

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Hortaliças e Flores

Veja também