Minas Gerais

16/12/2020

Cafeicultores querem força-tarefa para lidar com seca

Por: Ascom


O vice-presidente do Sistema FAEMG e presidente das comissões Estadual e Nacional da Cafeicultura, Breno Mesquita, participou na segunda-feira (14) de audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para discutir as perdas provocadas pela seca e as altas temperaturas na cafeicultura mineira.

Embora não se saiba a real dimensão do prejuízo com o fenômeno climático – considerado o pior em pelo menos 50 anos - produtores e entidades ligadas ao setor estimam graves reflexos sobre as duas próximas safras. Em algumas regiões, a perda foi de até 100% da produção.

“Os produtores atingidos, e com dificuldades de honrar seus compromissos, devem acionar sua entidade financeira para renegociar suas dívidas. Conseguimos a liberação de R$ 160 milhões para uma linha do Funcafé voltada à recuperação de cafezais danificados. E a FAEMG está à disposição para assessorá-los no que for preciso para que acessem esses recursos”, explica Breno Mesquita.


| Entre os resultados da audiência, foram aprovados os seguintes requerimentos:

- Visita de parlamentares ao BDMG e ao Banco do Brasil para viabilizar a disponibilização de recursos para cafeicultor

- Solicitação, à OCEMG, de apoio das cooperativas para renegociação e recompra dos contratos futuros dos cafeicultores

- Solicitação, ao Ministério da Agricultura, de articulação junto a demais instituições financeiras para o acesso à linha de recuperação de cafezais, do Funcafé

Assista ao vídeo:

Veja também