03/02/2021

Iniciativa no RN distribui mudas a produtores do semiárido e ajuda na sustentabilidade e geração de renda

Brasília (03/02/2021) – Com a distribuição de mudas de plantas nativas, forrageiras e frutíferas, o projeto “Uma Onda Verde no Sertão” tem ajudado agricultores e pecuaristas do semiárido do Rio Grande do Norte a obter renda extra, reduzir custos, além de reflorestar e recuperar áreas degradadas na propriedade.

O projeto é uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Ministério da Agricultura (Mapa) e Sindicato Rural de Lajes. A iniciativa vai beneficiar 1.400 produtores que já possuem vínculo com o Senar, seja por meio de cursos de capacitação ou de Assistência Técnica e Gerencial.

Os produtores são orientados pelos técnicos sobre a importância das mudas do semiárido, que podem ser utilizadas tanto pra alimentação animal, quanto para a produção de frutas.

“O nosso técnico já passa quatro horas por mês na propriedade dando assistência técnica ao produtor. Então nós entregamos as mudas e fazemos o acompanhamento da plantação, ensinando a como manter essas mudas no dia a dia. Esse trabalho de assistência técnica é muito importante e o Senar tem dado um show”, afirmou o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Lajes, César Militão.

As orientações técnicas e doações são feitas na unidade demonstrativa da Casa de Vegetação, que fica no Sindicato Rural. São 336 metros quadrados com potencial de produção de 6.400 mudas a cada 60 dias, ou seja, 38.400 mudas por ano.

O técnico do Projeto, Vianney Reinaldo, explicou que com base no perfil do produtor, as mudas são liberadas de acordo com o que ele precisa. “Com base no perfil, a gente libera 20 mudas de gliricídia, 50 de leucina e 30 de moringa. Já outros que não têm um perfil tão amplo, a gente libera um pouco menos. É uma forma de incentivar a parte econômica também, já que eles podem comercializar essas frutas”.

Além disso, o projeto trabalha a sustentabilidade, pois as mudas distribuídas podem ser utilizadas no reflorestamento e recuperação de áreas degradadas. “No momento da doação dessas mudas, nós temos a oportunidade de dar algumas ideias em relação à recomposição de áreas, reflorestamento e sistemas agroflorestais”, disse o técnico.

A produtora rural Francimare Pereira recebeu forrageiras que vão servir de alimento para os animais e também mudas de caju. Assim, ela não precisará mais se deslocar até a cidade para comprar as plantas. “Eles me deram dicas de como fazer o plantio. A gliricídia, por exemplo, vai me dar um suporte forrageiro principalmente para fazer ração para os animais”.

Já o produtor Idalécio Pinheiro de Figueiredo recebeu diversas mudas de frutas, como graviola, abacate, pinha, macajá e cajá-manga. “Essa iniciativa é muito importante para a região, principalmente porque está havendo perfuração de poços e barragens submersas para proporcionar um pouco de reserva hídrica e abastecer pequenos pomares e produções de hortigranjeiros”.

Segundo o produtor, a ação é uma forma de o pequeno produtor fazer sua horta tanto para consumo próprio, quanto para obter uma renda extra.

Com o projeto “Uma Onda Verde no Sertão”, os produtores beneficiados vivenciam uma ideia que veio de outro país. “Em visitas técnicas nós identificamos que era possível produzir mudas em ambientes que não têm muita pluviosidade, que possuem um clima forte, como o de Lajes”, destacou a gerente de Aprendizagem Senar-RN, Maluh Souza.

Assista a reportagem sobre o projeto na íntegra:

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Meio Ambiente

Veja também