09/04/2019

CNA, governo e CBI debatem finanças verdes para o agro

Brasília (09/04/2019) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reuniu na segunda (8), em Brasília, representantes da Climate Bonds Initiative (CBI), do setor produtivo e do governo brasileiro para debater a possibilidade de emissão de títulos verdes para o setor agropecuário.

A CBI apoia e fomenta o desenvolvimento de mercados de capitais de longo prazo, para acelerar a transição da economia global de baixo carbono, por meio de instrumentos financeiros “verdes”.

Títulos verdes (green bonds) são instrumentos de financiamento ou refinanciamento de dívida, emitidos por empresas, entidades financeiras, não financeiras ou públicas, em que os recursos captados são 100% utilizados para financiar ativos e projetos que mostrem ganhos de eficiência ambiental. O componente verde é uma característica adicional de títulos que já são negociados no mercado, é um rotulo para projeto ou ativo.

De acordo com o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, o objetivo do encontro foi apresentar ao governo a importância dos títulos verdes como mais uma fonte alternativa de financiamento para os produtores rurais.

“É possível tornar esse mercado concreto no Brasil, mas precisamos de um empenho maior não só do setor produtivo, mas também do setor governamental. Essa é uma fonte de recurso que pode fomentar cada vez mais o agro, que continua sendo um dos setores mais pujantes da economia brasileira”.

Superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi

A representante executiva da CBI na América Latina, Thatyanne Gasparotto, afirmou que o mercado de títulos verdes está em rápida expansão. Em 2018, foram certificados como verdes a emissão de US$ 167,3 bilhões, com destaque para os segmentos de energia, edificações, transporte e uso da água.

“O mercado global desses títulos tem apresentado crescimento e acreditamos que o Brasil possui uma grande oferta de ativos para financiamento. A nossa intenção é apoiar o setor agrícola, florestal e pecuário brasileiro através desse mercado de finanças verdes”.

Para Bruno Lucchi, a reunião foi fundamental para amadurecer a discussão do assunto, que ainda é uma novidade para o Brasil. “Nós demos um grande passo com relação à articulação política. Foi uma forma de nivelar a informação e mapear os desafios, principalmente na questão da regulamentação”.

Representante executiva da CBI na América Latina, Thatyanne Gasparotto

Climate Bonds Initiative – A CBI é uma organização internacional fundada em 2006 e que atua no Brasil desde 2015. Entre as iniciativas desenvolvidas no Brasil, está o Subcomitê de Agricultura, um grupo de trabalho técnico que reúne bancos, intermediários e indústria para discutir os principais desafios do setor e mapear oportunidades.

A CNA participa desse subcomitê, auxiliando na mobilização de investidores potenciais, no engajamento governamental para melhorias regulatórias, na apresentação de práticas sustentáveis que ocorrem na agropecuária brasileira e no desenvolvimento do portfólio de potenciais investimentos no setor.

Participaram da reunião representantes da CNA, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Central (BC), Ministérios de Minas e Energia (MME), Agricultura (Mapa) e Economia (ME), Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Abrapa.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
Fotos: Tony Oliveira
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Política Agrícola

Veja também