ALIMENTAR

É CONSTRUIR

O FUTURO

CNA e Federações debatem contratação de crédito rural nos estados
33661017138 fffc26ff34 c

Comissão Nacional de Política Agrícola se reuniu na terça (22)

22 de novembro 2022
Por CNA

Brasília (22/11/2022) – A Comissão Nacional de Política Agrícola da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na terça (22), para debater, entre outros temas, as contratações de crédito rural do Plano Safra 2022/23 nos estados.

De julho a outubro deste ano, houve um aumento de 22,8% das contratações de crédito rural em relação ao mesmo período do ano passado, informou a CNA. Já a quantidade de contratos caiu 5,6%, principalmente em razão da elevação dos custos de produção, que impactou nos valores finais dos contratos.

A respeito dos recursos do crédito rural, o assessor técnico da CNA, Guilherme Rios, explicou que no início na safra 2022/2023 os valores para a linhas de investimento no país foram suspensos.

Segundo relatos de alguns projetistas consultados, em determinadas localidades, as linhas de investimento praticamente não existiam mais e as taxas para o crédito de custeio para os demais produtores, com recursos próprios das instituições financeiras, superavam os 17% ao ano.

Em Santa Catarina, houve escassez de recursos para custeio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e os recursos para financiamento também se esgotaram antes do previsto. Foi registrada lentidão nas análises e liberações dos recursos e o valor financiável não acompanhou a elevação dos custos de produção.

imagem

Já em Mato Grosso do Sul, por conta da falta de recursos, as instituições financeiras (IFs) estão ofertando mix de crédito (parte com recursos subvencionados e outra com recursos próprios). No estado, o valor contratado de crédito rural aumentou 34,89% em relação à safra 2021/2022 e os contratos tiveram alta de 4,99%.

No Rio Grande do Sul, a falta de seguro impactou a contratação de custeio, uma vez que sem a cobertura das lavouras, alguns enquadramentos não podem acessar o crédito. Produtores relataram que a falta de reajuste dos valores financiados também prejudicou o custeio de suas safras, já que os valores disponibilizados não foram suficientes. Na safra 2022/2023, o valor contratado de crédito rural aumentou 34%, e os contratos, 7,8%.

O grupo também discutiu sobre o Sistema de Consulta e Autorização de Acesso a Operações de Crédito Rural (CACR) do Banco Central do Brasil. A plataforma permite que o cidadão pessoa física ou jurídica consulte suas operações de crédito rural contratadas junto ao Sistema Financeiro Nacional e autorizar terceiros a consultá-las.

O chefe do Departamento de Regulação, Supervisão e Controle das Operações do Crédito Rural e do Proagro (Derop) do Banco Central, Claudio Filgueiras, explicou que no CACR, o produtor rural pode autorizar o acesso, de forma resumida ou detalhada, de todos os dados de suas operações no Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor).

Claudio destacou que permitir o acesso a esses dados é uma forma de o produtor rural comprovar seu bom relacionamento com o mercado financeiro e também de seu compromisso com a sustentabilidade, aumentando as chances de acessar o crédito de forma mais barata e em volumes maiores, além de proporcionar maior competitividade entre as instituições.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
  flickr.com/photos/canaldoprodutor
  twitter.com/SistemaCNA
  facebook.com/SistemaCNA
  instagram.com/SistemaCNA
  facebook.com/SENARBrasil
  youtube.com/agrofortebrasilforte

Áreas de atuação