Rio Grande do Sul

13/09/2018

Campo Futuro apura custos da pecuária leiteira gaúcha

Brasília (13/09/2018) – O Projeto Campo Futuro, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), esteve durante a semana no Rio Grande do Sul para levantar os custos de produção da atividade leiteira. Os técnicos passaram pelos municípios de Palmeiras das Missões, Três de Maio, Cruz Alta e Pelotas.

Representantes da CNA, da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP) coordenaram o levantamento das informações em encontros com os produtores gaúchos.

O presidente do Sindicato Rural de Três de Maio, Moacir Trevisan, afirmou que “a análise dos dados obtidos na planilha de custos dos painéis é uma importante ferramenta para o desenvolvimento dos produtores, principalmente para gerenciar a propriedade rural”.

O supervisor do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural no estado (Senar/RS), Herton Lima, disse que “o projeto é uma excelente iniciativa da CNA, pois leva aos produtores e aos técnicos que acompanham a realização do painel uma importante mensagem da necessidade de se trabalhar a gestão da propriedade rural”.

Campo Futuro apura custos da pecuária leiteira gaúcha

O assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Thiago Rodrigues, explicou que os municípios de Palmeiras das Missões, Três de Maio e Cruz Alta possuem sistemas produtivos semelhantes, apesar da diferença no volume de leite produzido diariamente.

“Com mão de obra familiar, altos investimentos em máquinas e equipamentos e um rebanho composto por animais das raças Holandesa e Jersey, o que chamou a atenção nessas três regiões foi o alto custo dispendido com a alimentação do rebanho, com valores impactando entre 45% a 58% da receita total da atividade”.

Segundo o assessor, de maneira geral, a eficiência dos modelos produtivos repercute nos resultados econômicos encontrados. “Os produtores relataram que o último ano foi desafiador em termos de preço de leite recebido. O Custo Operacional Efetivo (COE), que é aquele que envolve o desembolso direto do produtor, não recebeu a atenção necessária em termos de controle, comprometendo a margem”.

Para Thiago, “reforçar o conceito de controle de custos de produção junto aos produtores, alertando-os sobre as peculiaridades técnicas que repercutem no desempenho econômico da atividade é um papel fundamental que o Campo Futuro leva as regiões visitadas”.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Pecuária de Leite

Veja também