15/03/2019

A convite da CNA, diplomatas visitam fazenda produtora de soja e hortaliças

Brasília (15/03/2019) A convite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), alunos do curso de formação de diplomatas do Instituto Rio Branco conheceram na sexta (15) a produção de hortaliças e cultivares de soja da Fazenda Agrícola Wehrmann, em Cristalina (GO).

A visita faz parte da 4ª edição do programa Diplomatas no Campo, uma parceria entre o Sistema CNA e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) para aproximar os futuros representantes do país no exterior do setor agropecuário brasileiro.

“A ideia desse dia de campo é fazer a conexão entre teoria, que são conceitos de política internacional, com a prática, que é entender a necessidade de quem está produzindo e exportando produtos agrícolas para vários países do mundo”, afirmou o assessor técnico de Relações Internacionais da CNA, Thiago Masson.

Visita a câmara de armazenamento da soja

A primeira parada dos diplomatas foi no laboratório de classificação e análise de sementes de soja do grupo Wehrmann. “Antes dos grãos serem colhidos no campo, algumas amostras são levadas aos laboratórios para teste de vigor da semente”, explicou o gerente de produção, Clênio Silva.

Segundo ele, a visita foi fundamental, pois assim os diplomatas saberão qual a realidade do produtor rural. “Eles precisam ter conhecimento de todas as áreas econômicas do Brasil. O que eles viram aqui, eles vão levar para o exterior e terão condições técnicas de defender os nossos interesses”.

Em seguida, os alunos conheceram o laboratório de fitopatologia, onde são realizadas  pesquisas de melhoramento genético da soja e milho, controle e monitoramento de pragas, como a ferrugem asiática.

Visita ao laboratório de fitopatologia

“Fiquei impressionado com a riqueza de tecnologia utilizada em todo o processo de produção. Certamente isso tudo vai ser muito importante tanto para as atividades de promoção comercial da nossa agropecuária, quanto de negociação de acordos, facilitação de barreiras técnicas, até de questões de sustentabilidade”, enfatizou o diplomata Matheus Hoscheidt.

O grupo também visitou a parte de packing house da Agrícola Wehrmann, local onde as hortaliças passam pelo processo de beneficiamento. “Nessa unidade nós plantamos cebola, cenoura, alho, batata e beterraba. Após a colheita, elas são encaminhadas aos galpões, onde são lavadas, classificadas, embaladas e enviadas ao cliente”, falou o gerente da unidade de hortaliças da Wehrmann, Rodrigo Ribeiro.

Visita ao packing house

Para o diplomata Daniel Kohler Leite, a visita foi uma forma de alinhar a teoria e a prática. “Nada substitui a experiência no campo. Não adianta estudar durante anos, é preciso ir ao campo e conhecer toda essa dinâmica. Nós como diplomatas temos que defender a imagem desse setor que tem se desenvolvido ao longo dos anos”.

“A impressão desse encontro foi a melhor possível. Nós vimos de perto a eficiência, a produtividade e o grau de aprimoramento técnico que o agronegócio brasileiro alcançou. Foi uma experiência fantástica e enriquecedora que com certeza nós levaremos para sempre nas nossas carreiras”, disse o diplomata Rafael Rodrigues Alves.


Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Tony Oliveira
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Relações Internacionais

Veja também