14/07/2020

Sistema CNA/Senar debate agricultura no ambiente virtual

Brasília/DF (14/07/20) – O Sistema CNA/Senar participou, na terça (14), da live ‘Diálogos com Facebook’ sobre Agricultura no Ambiente Virtual. O coordenador de Inovação, Matheus Ferreira, foi um dos expositores e falou sobre o Mercado CNA, Feira Segura, além de outras ações do Sistema para os produtores rurais durante a pandemia.

O debate faz parte da campanha #JuntosPeloPequeno lançada pela rede social para apoiar pequenas empresas que enfrentam a crise causada pela Covid-19. Essa é quarta mesa de discussão. As anteriores trataram das ações concretas de apoio à pequena empresa, crédito facilitado durante a crise da Covid-19 e digitalização do varejo na quarentena.

“Essa é uma oportunidade muito importante nesse momento que estamos vivendo, até porque muitos canais de distribuição dos produtores ficaram impedidos devido à pandemia. É o momento do produtor se capacitar e buscar alternativas de comércio eletrônico, principalmente para acessar mercados que ele não teria oportunidade de acessar na sua região”, afirmou Ferreira.

Também participaram da live o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Alceu Moreira, presidente da FPA, o Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke, e o analista de competitividade do Núcleo de Agronegócio do Sebrae, Victor Ferreira. A gerente de políticas públicas do Facebook, Andréa Leal, foi a moderadora. 

De acordo com Matheus Ferreira, nos primeiros três meses que o Mercado CNA está no ar, houve adesão de produtores e compradores de todo o País.

“Todo o País já está coberto com produtores e produtos que podem ser comercializados no e-commerce da CNA. Isso mostra que o comércio eletrônico, principalmente voltado para o agronegócio já não é mais uma tendência, mas uma realidade.”

Ferreira observou que é necessário garantir a segurança do processo de comercialização eletrônica. “Obviamente que precisamos garantir a segurança tanto de rastreabilidade e qualidade do produto quanto do acesso à internet para ampliar a oferta de produtos do agro através das plataformas de e-commerce.”

Ele falou ainda do trabalho de capacitação e Assistência Técnica e Gerencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que proporciona autonomia ao produtor para conhecer o potencial da propriedade e ajudá-lo na tomada de decisão.

“O Senar vem capacitando o sistema de produção para garantir a qualidade e a competitividade dos produtos e, da porteira para fora, trabalhamos projetos de comercialização”, ressaltou. “Com a pandemia, a comercialização eletrônica é uma oportunidade enorme que se abriu. E quanto mais capacitarmos o produtor em inclusão digital e uso dessas ferramentas, novos canais vão se abrir e cada vez mais a segurança para quem vende e compra será maior.”

Victor Ferreira, do Sebrae, afirmou que com a pandemia, a busca por informações digitais aumentou muito na rede da entidade. “A procura por aprender a como fazer pagamentos pela internet também. Isso tudo gera grandes oportunidades e estamos nos preparando para que os produtores se adaptem a essa nova realidade.” 

O Ministério da Agricultura também apresentou as ações que tem desenvolvido, como a criação do comitê de crise contra a Covid-19, o lançamento do programa de Bioinsumos e o fortalecimento das cadeias curtas na agricultura familiar através do Pronaf.

“No Pronaf existem linhas para investir em tecnologias. Isso tem sido cada vez mais acessado e continuará sendo, porque acreditamos que um dos grandes beneficiários será o pequeno proprietário, porque ele terá acesso a tecnologias que nunca teve e isso dará mais competitividade a ele”, afirmou o Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Fernando Schwanke.

O deputado Alceu Moreira, presidente da FPA, destacou que é necessário o Brasil trabalhar com inteligência estratégica para conquistar mercados e parabenizou os produtores que aproveitaram para ampliar seus negócios.

“O portfólio de produtos do Brasil para exportar para qualquer país do mundo tem que passar de 100 produtos. Nossa condição de solo e água nos permite produzir o que quisermos no Brasil, mas tem que ter a cadeia organizada, assistência técnica, comercialização e volume de produção.”

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também

Produtor, neste momento de crise em razão do coronavírus, você não está sozinho. Clique aqui e fale com nossos técnicos.