Santa Catarina

Senar/SC forma técnicos em agronegócio do polo de Seara
03 220325 134953

O evento será neste sábado (26), às 19 horas, no CTG Seara e Pampa.

25 de março 2022
Por Senar

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), promove em parceria com o Sindicato Rural de Seara, a solenidade de formatura da turma do Curso Técnico em Agronegócio do polo do município. O evento será neste sábado (26), às 19 horas, no CTG Seara e Pampa.

O ato será presidido pelo superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi, e terá como anfitrião o presidente do Sindicato Rural Valdemar Zanluchi. Também participarão do evento a coordenadora regional do Curso Técnico em Agronegócio Katia Zanela, o supervisor regional do Senar/SC Helder Jorge Barbosa, o prefeito Edemilson Canale, entre outras lideranças locais. 

Reconhecido pelo MEC e pelo Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas (CFTA), o curso contou com carga horária de 1.230 horas e esteve dividido da seguinte forma: 80% a distância e 20% com aulas presenciais. Ao longo das atividades, os alunos conheceram técnicas de gestão, de comercialização e como atuar na execução de procedimentos para planejar e auxiliar na organização e controle das atividades de gestão do negócio rural. Além disso, os encontros presenciais oportunizaram acesso a visitas técnicas em propriedades rurais para conhecer a realidade do agronegócio catarinense.

A formação é gratuita e prioriza o acesso às vagas para agricultores familiares ou médio produtores e profissionais de assistência técnica e extensão rural. Os novos técnicos receberão diploma com a marca do Sistema Faesc/Senar-SC e saem preparados para atuar na gestão de propriedades rurais e empresas do setor.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, cumprimenta a turma de Seara e a todos os profissionais envolvidos no curso por mais uma formatura no município. “A cada nova turma que se forma tenho ressaltado e reforço o orgulho que temos por contribuir com a qualificação técnica destinada, prioritariamente, a quem atua no campo. Pelo histórico bem-sucedido das diversas turmas já formadas no Estado, temos a certeza de que esses novos profissionais terão grandes oportunidades de crescimento na carreira, além de contribuírem também para o desenvolvimento de propriedades rurais e empresas do setor”.