Mato Grosso

Senar-MT lança Polo Tecnológico do Araguaia com potencial para capacitar 8.400 pessoas por ano
12 03 dez Pedra fundamental CT Araguaia Agua Boa 2

Os primeiros cursos devem ser realizados ainda no primeiro semestre de 2022.

3 de dezembro 2021
Por Senar

A quinta-feira (02.12) foi considerada um dia histórico para a população de Água Boa. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) lançou a pedra fundamental do Polo Tecnológico do Araguaia. Os primeiros cursos devem ser realizados ainda no primeiro semestre de 2022. “Como os treinamentos da instituição têm aulas práticas, teremos condições de já começar a trabalhar na área doada pela prefeitura”, destaca o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Dividido em três etapas, o evento reuniu lideranças de todos os setores que destacaram a importância de ter um espaço adequado para a formação de mão de obra e cursos profissionalizantes para o setor agropecuário. Todos os que falaram durante o evento mencionaram a falta de mão de obra capacitada e qualificada como uma preocupação e também um problema para o setor.

 A primeira etapa foi no Sindicato Rural de Água Boa, onde Chico da Pauliceia apresentou o projeto para as lideranças sindicais da região. A segunda foi na área de 40 hectares doada pela prefeitura, onde foi realizada a solenidade de lançamento da pedra fundamental. Já a terceira parte do evento aconteceu na Câmara Municipal, onde o projeto do Polo Tecnológico foi apresentado novamente aos vereadores, deputados e senadores e também para a população.

O assessor de relações institucionais do Senar-MT, Rogério Romanini destacou na conversa com os presidentes dos sindicatos rurais, que o polo será de toda a região. “Todo poderão demandar cursos no Centro de Treinamento e, assim vamos ampliando cada vez mais o número de profissionais capacitados e qualificados para atuarem no campo”.

Com potencial para treinar cerca de 8.400 pessoas por ano, o polo tecnológico do Araguaia terá 15 salas de aula amplas. Além disso, terá mais quatro espaços específicos que incluem uma cozinha escola, uma sala de simulação de pulverização e mais duas para aulas de informática.

No espaço de 7.138,61m² serão construídos quatro blocos. Um será para administração com espaço multiuso no andar superior e, mais uma recepção e um auditório para 130 pessoas. O bloco dois será um galpão de máquinas, o três será para a educação formal e o quatro será o refeitório, com sala de aula gastronômica, vitrine e cozinha.

O coordenador de polos tecnológicos do Senar-MT, Wlademiro Neto explica que este polo tecnológico do Araguaia tem o “DNA – Senar”. “Isso significa que será construído para atender as necessidades de capacitação e qualificação de profissionais para atuar no setor agropecuário. É importante destacar que teremos uma estrutura de apoio. Ao todo serão três blocos de apoio nas áreas de cultura”.

O espaço também terá pivô central, estrutura para formação de brigadistas, antena para cobertura de internet e cabeamento de fibra ótica. O centro de treinamento do Araguaia terá ainda como estrutura de apoio, estacionamento de veículos e ônibus, acesso separado para veículos pesados, área de abastecimento e lava-jato, depósito fitossanitário, galeria de lixo com segregação, usina fotovoltaica, alojamento e casa para o caseiro.

Esta unidade ofertará cursos de formação profissional rural e promoção social. Além disso, terá a educação formal oferecendo os cursos da Faculdade CNA e o curso técnico semi-presencial de gestão do agronegócio, fruticultura e zootecnia. O polo tecnológico atenderá toda a região que inclui mais de 20 municípios.