06/05/2016

Programa Gestores Rurais qualifica para transformar as relações de trabalho

Desenvolver recursos humanos, gerenciar processos produtivos e melhorar resultados das empresas rurais são os objetivos do Programa Gestores Rurais, desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Santa Catarina (SENAR/SC).

A primeira turma iniciou as atividades na última quarta-feira (4), na Unidade da BRF, em Concórdia, com 16 integrados da empresa e acompanhamento do supervisor do SENAR/SC na região oeste Helder Jorge Barbosa. O treinamento é conduzido pelo instrutor Lorival Zanluchi. A segunda turma do programa Gestores Rurais começa nesta sexta-feira (6), no auditório da Prefeitura, em Palmitos.

De acordo com o superintendente do SENAR, Gilmar Antônio Zanluchi, o programa aperfeiçoará os gestores rurais para administrar a propriedade com adoção de princípios da gestão democrática e participativa de forma sustentável, diminuindo a rotatividade de funcionários e auxiliando no aumento dos indicadores de resultados. “Hoje, as empresas não têm mais condições de tratar os empregados como componentes substituíveis. Agora, elas devem reconquistar o comprometimento e criar incentivos para retê-los”, realçou.

Segundo o proprietário do Centro de Difusão Genética, Sidinei Menegat, a iniciativa é brilhante por aproximar e capacitar os integrados. “Precisamos de apoio para gerir os desafios diários da atividade. A partir do programa teremos ferramentas para utilizar na melhoria dos resultados e para fortalecer as relações com os funcionários e as empresas”.

PARCERIA

Para o gerente agropecuário da BRF, Nelson Carlos Bauermann, o treinamento é fundamental para complementar uma demanda de preparar as lideranças para gestão de pessoas. “As ações da empresa estão voltadas para o processo e a questão técnica e precisamos de gestores aptos a lidar com as questões da administração de recursos humanos”, observou.

Bauermann ressaltou a necessidade de abordar com os líderes a legislação trabalhista, como lidar com as pessoas, a importância do feedback, o índice de rotatividade de pessoal (turnover) e respeito no dia a dia com a equipe.

O gerente agropecuário também enalteceu a parceria com o SENAR-SC e o Sindicato dos Produtores Rurais de Concórdia para realização do programa no município. “Foi uma satisfação e orgulho receber a primeira turma do estado, pois essa equipe servirá de referência para as próximas turmas”, complementou.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Concórdia, Celso André Rigo, os participantes desta primeira turma são lideranças que tem iniciativa, visão, comprometimento e buscam novas alternativas. “O aprendizado é fundamental para essas equipes, que contribuirão para o desenvolvimento do setor e expansão dos negócios”, ressaltou.

METODOLOGIA

A estrutura do programa compreende 80 horas/aula, sendo 32 horas para gestão de pessoas, 16 horas pra recrutamento, seleção e demissão de pessoal e 32 horas para gestão de processos. Ao todo serão 10 encontros semanais ou quinzenais, com duração de oito horas.

Para o instrutor da capacitação, os líderes devem construir relacionamentos com os funcionários, fornecedores e parceiros. “Cuidar da postura profissional e na maneira como fala são fundamentais no processo de auxílio ao funcionário, pois as pessoas devem ser treinadas para que possam obter o maior prazer possível em um trabalho bem feito e se desenvolver como indivíduos”, explicou Lorival Zanluchi.

Ele argumentou que gerar confiança na equipe também é muito importante. “Quando um gestor consegue estimular a confiança das pessoas, ele ganha sua lealdade, o que garante que o trabalho seja executado com muito mais rapidez e em um ambiente prazeroso”, complementou.

PROGRAMA

O Programa Gestores Rurais foi criado em 2015 pelo SENAR/PR para atender a demanda solicitada pela empresa BRF Brasil Foods, inicialmente para as cadeias de suínos e aves. Atualmente, a iniciativa é aplicável em todas as cadeias produtivas.

Segundo o especialista em extensão rural da BRF, Ângelo Reck, o programa iniciou em função da alta rotatividade nas empresas rurais e pelo aumento das ações judiciais no campo. “Com a parceria do SENAR foi possível aliar a teoria com a prática para consolidar os conhecimentos. Por isso, esperamos que estas sejam as primeiras turmas e que ocorra qualificação da mão de obra, excelência nas granjas e melhorias nos resultados.

Assessoria de Comunicação do SENAR-SC

www.senar.com.br

Veja também