Amapá

07/02/2019

Programa de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR-AP é apresentado aos produtores rurais de Porto Grande

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional do Amapá (Senar-AR/AP) reuniu na última sexta-feira (01), com produtores rurais na Linha “C” da Colônia Agrícola do Matapi, município de Porto Grande. O encontro teve como objetivo apresentar o programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeg), além de propor a adesão aos produtores para a realização da atividade a partir de 2019.

No município o foco da ATeg será a fruticultura, com destaque para a cadeia produtiva do abacaxi. Desta forma, o coordenador da ATeg no Amapá, Valdinei Gomes, expôs a funcionalidade do programa e apresentou um caso de sucesso na produção da fruta desenvolvida no Estado do Maranhão, com o auxílio da Assistência Técnica e Gerencial.

O programa pretende atender na região 25 produtores rurais e oferecendo assistência técnica continuada em suas propriedades, além de trazer uma nova ferramenta metodológica aos técnicos, propiciando o melhoramento da formação e remuneração por mérito.

O acompanhamento com o produtor tem a duração de dois anos, e tem como metodologia cinco etapas: elaboração de diagnóstico produtivo individualizado, planejamento estratégico, adequação tecnológica, capacitação profissional complementar e avaliação sistemática de resultados.

De acordo com a chefe do Rurap em Porto Grande, Amanda Cleide Pereira, existem novas formas de produzir e é preciso que o produtor também conheça, para que adeque a sua experiência, gerando mais lucratividade para o seu trabalho. “O produtor rural precisa aderir aos novos conhecimentos e tecnologias e assim melhorar ainda mais a sua produção”, disse.

O técnico da extensão rural do município e que fará o acompanhamento de campo da ATeg, Fernando Dias, ressaltou que a parceria com o Senar-AP dará melhores condições para a execução da atividade. “Existe carência de assistência técnica, crédito rural e irrigação na região, o que dificulta, por exemplo, que eles produzam na entressafra. Essa nova metodologia do Senar ajudará o produtor a expandir o seu negócio, produzindo mais e sem perder sua produção”, garantiu.

A produtora rural Maria Luzinete, integrante da associação dos produtores rurais e da cooperativa de mulheres da Colônia do Matapi, disse acreditar que o acompanhamento dos técnicos ajudará na melhoria da produção, além de agregar mais conhecimentos para os produtores que a muito tempo vem buscando desenvolver o seu trabalho.

O superintende do Senar-AP, Francisco Rocha, também esteve presente no encontro e eximiu dúvidas dos produtores rurais sobre como se dará o acompanhamento em campo. Ele também ressaltou a importância das parcerias com as instituições Sebrae, Rurap e Embrapa, o que garantirá a boa realização do programa.

Além de Porto Grande os municípios de Mazagão e Macapá também serão atendidos pela ATeg, sendo que neles as culturas trabalhadas serão da mandiocultura e horticultura/mandiocultura, respectivamente, atendendo a mesma quantidade de produtores rurais.

Programa ATeg

O SENAR criou a Metodologia de Assistência Técnica e Gerencial para auxiliar, principalmente, os produtores rurais das classes C, D e E que não têm acesso à extensão rural e às novas tecnologias. A produção assistida é realizada com grupos de produtores selecionados e desenvolvida por metas.

Macapá, 06 de fevereiro de 2018

Daniel Alves

Assessor de Comunicação da FAEAP/SENAR-AP

www.senar-ap.org.br

E-mail: daniel.alves@senar-ap.org.br

Telefones: (96) 3242-1049 /1055/2595/2580

E-mail: senar-ap@senar-ap.org.br

Instagram: @sistemafaeapsenarap

facebook.com/faeapsenarap

Twitter: @AmapaSenar

Áreas de atuação

Fruticultura

Veja também