Maranhão

19/08/2019

Pesquisa sobre saúde do produtor rural é aplicada durante ações do Senar

Por: Senar-Maranhão

O Senar ampliou os investimentos em prevenção à saúde e qualidade de vida no meio rural, por meio dos programas: Saúde do Homem Rural e Saúde da Mulher Rural, trazendo como proposta, um olhar mais acurado para a saúde integral das pessoas que compõem o setor.

No entanto, outro grande salto foi dado no sentido de identificar situações de doenças ocasionadas pelo labor diário, senão, pela falta de investimento dos setores competentes ou ainda por falta de tempo em buscar ajuda quando necessário, para manter a saúde em dia. 

Baseado nisso, é que o Senar e o Instituto CNA vêm desenvolvendo, a pesquisa: “Diagnóstico da Saúde da População Rural”, com vistas a subsidiar políticas públicas voltadas ao homem e mulher do meio rural.

No Maranhão, o projeto ocorreu pela primeira vez, em março deste ano, no povoado São Pedro (Viana) e, mais recentemente, nas últimas edições dos programas Saúde do Homem Rural e Saúde da Mulher Rural, nos municípios de São Mateus e Matinha, respectivamente.

Jovens

Por três vezes consecutivas, o trabalho contou com a participação de jovens universitários, treinados para identificar alteração física ou funcional na vida do homem do campo, por meio de pesquisas e questionamentos sobre hábitos do dia a dia.

A investigação buscou diagnosticar a situação da população para avaliar as ações do Senar e planejar as próximas, no monitoramento contínuo da evolução da saúde da população rural. A pesquisa foi iniciada em março e tem prazo de conclusão para o fim de setembro deste ano.

O questionário aplicado é composto de 90 a 115 questões, variável, dependendo do perfil dos entrevistados, com a intenção de conhecer os hábitos laborais, alimentares, de higiene, saúde, para tornar mais transparente um conjunto de doenças como tuberculose, asma, bronquite, câncer, hérnia, doença de chagas, dentre outras, mais comuns no meio rural.

Em janeiro de 2020, será apresentado um resultado em Brasília, junto ao Ministério da Saúde, que é um parceiro técnico. Na ocasião, haverá a presença das administrações regionais do Senar e serão discutidas as ações de apoio que precisam ser realizadas em cada região.

“A iniciativa tem por base, fazer um diagnóstico do estado de saúde da população rural para nortear as ações do Senar, junto ao segmento”, disse a coordenadora da pesquisa, Magali Eleutério, apoiada por um grupo de profissionais capacitados do Senar Nacional e Regional.

Prestígio

Os programas Saúde do Homem e Saúde da Mulher tem desfrutado de grande prestígio nos municípios onde acontecem, haja vista a necessidade de ações específicas de saúde para o produtor rural no Estado.

De acordo com a coordenadora do Programa Formação Profissional Rural (FPR), Promoção Social e Programas Especiais, Yolanda Gomes, parcerias com entidades como prefeituras, associações e sindicatos, tem fortalecido a oferta de atendimento por meio de vacinas, consultas, testes rápidos, palestras educativas e espaço para o embelezamento feminino.

Ela reitera esse discurso, lembrando que os homens rurais têm demonstrado total interesse em participar do programa, consultando o médico urologista e se submetendo ao exame preventivo de câncer de próstata.

“O interesse dos homens tem crescido, pois observamos que eles ficam até o final de cada edição. Isso mostra a falta de oportunidade que há no meio rural, em fazer exames tão importantes”, destacou Yolanda, lembrando que somente esse ano, foram realizadas oito edições do Programa. Três delas Saúde do Homem e cinco Saúde da Mulher, com efetiva participação do setor.

Veja também