Mato Grosso

21/10/2021

Natural do Campo foi elogiada por ofertar produto barato e de qualidade

Por: Assessoria de Imprensa - Senar/MT Fonte: Assessoria de Imprensa - Senar/MT

Variedades. Esta foi a palavra que definiu a primeira edição da Feira Natural do Campo realizada, nesta quarta-feira (20.10) no estacionamento do Shopping Estação Cuiabá. Frutas, legumes, verduras, embutidos, compotas e até plantas. Tudo devidamente acondicionado para facilitar a vida do consumidor. Além disso, também teve música, algodão doce e até um simulador de trator. O que não faltou foi opção para compras e divertimento.

Com o objetivo de orientar os produtores na nova etapa da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) que é a comercialização dos produtos, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Shopping Estação Cuiabá e diversos outros parceiros realizaram a Feira Natural do Campo. O evento foi a parte prática para que os pequenos produtores pudessem aprender a comercializar seus produtos.

Para a produtora Solange da Silva Borges, assistida pelo Senar-MT há três anos, a comercialização é uma das etapas mais importantes do processo de produção. "Só estou participando desta feira porque fui capacitada e orientada pelo Senar-MT". Solange conta ainda que quando começou a trabalhar com a produção de frutas não tinha conhecimento nenhum. "E com a ajuda dos técnicos fomos nos capacitando e adquirindo conhecimento".

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral também aproveitou para fazer compras. Ele destacou que o objetivo do Senar-MT, como um ente da Famato, é qualificar e fazer a assistência técnica e gerencial para o produtor. "A Feira Natural do Campo é fruto desse trabalho. Além das grandes culturas também nos preocupamos com os pequenos. Estou feliz de ver o resultado".

O superintendente do Senar-MT Francisco Olavo Pugliesi de Castro, popularmente conhecido como Chico da Pauliceia, acrescenta que a Feira Natural do Campo acontecerá todas as quartas-feiras até o dia 08 de dezembro. "Neste período os produtores serão capacitados e orientados para executar todas as etapas necessárias para que a comercialização tenha sucesso".

A expectativa do produtor Josimar Gomes de Oliveira que produz banana da terra, em Tangará da Serra, é ter boas vendas. "Faz apenas seis meses que sou assistido pelo Senar-MT, mas já melhorei muitas coisas em minha propriedade. Agora quero aprender mais sobre a comercialização que é um dos nossos gargalos".

Armando Urenha, coordenador da ATeG do Senar-MT, diz ainda que os produtores receberão informações sobre a escala e regularidade de produção e comercialização. "Além disso, também serão orientados para ofertar ao consumidor produtos cada vez mais naturais".

PESQUISA –  Mais de 90% dos entrevistados recomenda a Feira Natural do Campo. Apesar do público da primeira edição ter sido bastante diversificado, 60% já sabiam que o Senar-MT oferece cursos e assistência técnica e gerencial ao produtor rural.

Outro ponto importante da pesquisa é que 50% do público que esteve na feira é graduado e 68% não tem vínculo com o Agronegócio. Outro dado que chamou a atenção foi que dos 14% que não conhecia o Senar-MT e conheceu na feira, 50% achou relevante ter conhecido o que nós oferecemos ao produtor e para sociedade

COM A PALAVRA O CONSUMIDOR

"Viemos prestigiar a ação do Senar-MT com os pequenos produtores rurais. Uma iniciativa muito interessante colocar o produtor dentro de um dos maiores shoppings da cidade, onde há um fluxo muito grande de pessoas urbanas. Unir o campo e a cidade é uma ideia fantástica". Micheli Link Botan, do Núcleo das Agroligadas de Campo Verde.

"Comecei no jornalismo rural e ver o pequeno produtor tendo, de fato, a oportunidade de mostrar o seu produto na cidade, no shopping que é um lugar de fácil acesso é uma felicidade muito grande. Já fiz minhas compras de queijo, quiabo, jiló e ainda vou fazer mais umas comprinhas. Eu que vim na primeira edição já sou cliente". Empresária e jornalista Glenda Cury.

"Iniciativa muito boa. É uma oportunidade de termos acesso a produtos de qualidade e baratos". Servidor público Renato Freitas Garcia.

"Trabalhamos no shopping e aproveitamos nosso intervalo para vir conhecer a feira e comprar frutas e verduras. Além de termos produtos de qualidade e baratos ao fazermos as compras aqui, evitamos as aglomerações nos supermercados".  Giseli Mendes e Josinete Felicidade da Mata e Silva.

Veja também