Mato Grosso

21/05/2021

Moradores de Guiratinga aprendem cortes especiais de carne bovina

Por: Assessoria de Imprensa/Senar-MT Fonte: Assessoria de Imprensa/Senar-MT

Uma turma de Guiratinga foi a primeira a realizar o treinamento de cortes especiais de carne bovina, disponibilizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e o Sindicato Rural local. O curso foi lançado no mês de abril e já tem despertado muito interesse.

Wilton Cavalcante Ramos, 46, é apaixonado por culinária e se dedica a ela nos horários livres. Já foi proprietário de uma lanchonete, mas após se mudar para Guiratinga não deu continuidade no negócio. A meta é aprender as técnicas para que futuramente possa voltar com a renda extra.

“Depois do curso já fiz algumas receitas para a família e eles aprovaram. Esse foi o primeiro curso pelo Senar-MT, e já tenho outro programado”, afirma. Joana Nascimento dos Reis, 37, também já tinha experiência no ramo e aproveitou a oportunidade para se aperfeiçoar ainda mais. “Já encomendei um quarto de carne para testar os cortes e as receitas que ensinaram no curso”, destaca.

Atualmente, a moradora pega encomendas de frangos desossados, receitas de suínos e peixes. Todo esse conhecimento foi adquirido pelos cursos do Senar-MT e do Sindicato Rural. “Eu aprendi as técnicas com os cursos e agora vou fazer outro treinamento de peixe, para pegar ainda mais prática”, destaca.

Durante o treinamento foram ensinados os cortes de T-bone, L-bone, osso buco, picanha e cortes mais tradicionais como maminha, alcatra e ponta de peito. O objetivo foi ensinar aos participantes cortes que gerem uma renda extra.

André Vitaliano Ferreira Coelho, instrutor credenciado ao Senar-MT, explica que o beneficiamento da carne eleva o preço do produto e consequentemente a renda do aluno. “Na turma, tinham cozinheiras, trabalhadores rurais, moradores da cidade, funcionários de açougue e todos eles aprenderam a como valorizar mais o produto que eles pretendem trabalhar, que é a carne bovina”, avalia.

De acordo com o instrutor, a técnica empregada para realizar um corte como o T-Bone, valoriza a peça que chega a custar R$90/Kg. “Cortes mais comuns são mais baratos, mas com a técnica certa você consegue comercializar peças que tenham um alto valor de mercado e contribuem para aumentar a renda da família”.

Veja também