23/02/2016

Ituiutaba recebe novo curso do SENAR Minas

A preocupação com as questões ambientais entrou definitivamente na grade dos cursos oferecidos pelo SENAR Minas na Regional de Uberaba, que atende a 44 municípios. O curso de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas foi realizado pela primeira vez na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no município de Ituiutaba. Produtores, estudantes de agronomia e demais profissionais da área participaram da capacitação.

“O Sindicato Rural de Ituiutaba se preocupa muito, como o SENAR Minas, com as questões ambientais de escassez de água que vivemos atualmente e assim que o curso foi lançado pelo Serviço nós buscamos levá-lo a nossos produtores. Temos sido pioneiros na divulgação dessas capacitações em nossa região e isso nos deixa muito feliz”, comentou o mobilizador Rômulo Martins Moraes.

Quando se fala em Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas, entende-se que alguém está querendo restabelecer o que um determinado espaço já foi um dia. A proposta é devolver as espécies que existiam anteriormente, restituindo as características originais na área degradada. Para chegar à conclusão de qual espécie deve ser plantada é preciso fazer um estudo técnico para verificar as espécies nativas, já que cada local tem árvores características.

Processo

“Durante a análise técnica usamos o que chamamos de ‘sucessão ecológica’ para descobrir se serão usadas árvores pioneira, secundária ou clímax, ou seja, espécies de crescimento rápido ou lento e também aquelas que gostam mais ou menos de sombra, etc. Para chegar a esta conclusão é preciso examinar o espaço que será trabalhado”, esclarece Sérgio Henrique da Silveira, instrutor do curso do Senar Minas.

Mas, antes, os participantes aprendem sobre áreas degradadas, conservação do solo, bacia hidrográfica, ciclo hidrológico e o reconhecimento e todas as características de árvores nativas.

Outro assunto tratado dentro da capacitação é a questão da Legislação Ambiental. Cada vez mais exigente no que diz respeito às ações voltadas ao meio ambiente, com multas e cobranças, o curso do Senar Minas vem conscientizar o produtor que é preciso mudar.

“É muito importante que esse tipo de divulgação seja repassado ao produtor, porque percebo que muitas vezes ele ainda não sabe como deve agir com as questões ambientais”, explica Sérgio.

Mudanças

Em Ituiutaba, Francisco Divino de Freitas Dutra foi quem deu o pontapé inicial para que o curso acontecesse. Mais conhecido como Chiquinho, o ex-mecânico e agora pequeno produtor rural, vive do que produz no Sítio Azul e está realizando sonho de deixar a propriedade ainda mais bonita.

“Eu tinha um plano de ter um pedaço de chão e nesse sítio, que estava na minha cabeça, tinha que ter uma mata, uma represa, uma floresta. Desde 2011, venho pelejando pra deixar a propriedade do jeito que sonhei e foi por isso que aceitei fazer o curso de recuperação de áreas degradadas e alteradas. Eu sempre me preocupei com o meio ambiente e sei que depende e mim agora, mas daqui uns anos minha mata vai estar bonita. Quero estar vivo e forte para poder apreciar tudo isso.” disse Chiquinho.

Já para a bióloga Paula Roberta Fagundes Paula, que entende bem as questões relacionadas ao reflorestamento, os ensinamentos sobre erosão foram uma novidade para ela. A também estudante de agronomia acredita que o repasse de novos conteúdos é fundamental para melhorar a qualidade de vida dos homens do campo.

“Na época em que estamos vivendo essas informações são importantes. No caso dos produtores rurais a gente percebe que muitos deles não se reciclam e tendo capacitações como esta, que chegam diretamente a eles, é a oportunidade de fechar uma lacuna. O SENAR está de parabéns em realizar este trabalho.”

Assessoria de Comunicação do SENAR Minas
www.senarminas.org.br

Veja também