23/04/2020

Faculdade CNA e Senar debatem educação a distância no meio rural depois da pandemia

Brasília (23/04/2020) – A Faculdade CNA e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) realizaram na quinta (23) um debate para tratar de questões relacionadas à educação a distância na atividade rural após a pandemia do novo coronavírus. A aula ao vivo foi transmitida pelo youtube e instagram.

O diretor-geral da Faculdade CNA, André Sanches, mediou o debate entre os palestrantes sobre a educação a distância e mudanças comportamentais e desafios para ampliar a conectividade no campo.

“O momento pelo qual passamos está exigindo mudanças rápidas de comportamento. A pandemia também apresentará novas demandas ao setor agropecuário, por isso é importante termos agilidade para perceber as necessidades de consumo e formar profissionais aptos para atendê-las”, afirmou o diretor-geral da instituição de ensino.

A diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Senar, Janete Almeida, abordou a formação profissional no meio rural no período pós-pandemia.

“O Senar atua na área de educação a distância há 10 anos. Nesse período mais de 800 mil pessoas do meio rural foram capacitadas. Devido à pandemia tivemos um aumento significativo da procura pelas capacitações e já estamos levantando outros cursos que poderão ser desenvolvidos para atender o público do meio rural”, destacou Janete.

O case de sucesso de educação a distância no ensino superior foi apresentado pela coordenadora de Educação a Distância da Faculdade CNA, Fernanda Matos.

“Desde 2018 a instituição oferece cursos de graduação online. Aqui a aprendizagem a distância é colaborativa para que os estudantes desenvolvam as habilidades e competências exigidas pelo agronegócio. Além disso, proporcionamos um atendimento acolhedor e personalizado de acordo com as necessidades dos estudantes” declarou Fernanda.

O coordenador dos cursos de Educação a Distância da Faculdade CNA, Joaci Medeiros, apresentou algumas ações do Sistema CNA/Senar para levar mais conectividade no campo para minimizar dados revelados no Censo Agropecuário de 2017 que mostram que mais de 3,6 milhões de estabelecimentos rurais não têm conectividade. Isso representa 72% de todas as propriedades rurais do País.

“Esse assunto é trabalhado pelo Sistema CNA antes da pandemia. Desde 2017 buscamos alternativas para superar esse desafio. A conexão por satélite é exemplo disso. O Sistema CNA está atuando junto a empresas para reduzir o custo mensal ao produtor rural e ampliar a conectividade no campo”, destacou Joaci Medeiros que também é coordenador técnico do Instituto CNA.

Assista ao debate:



Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil



Veja também

Produtor, neste momento de crise em razão do coronavírus, você não está sozinho. Clique aqui e fale com nossos técnicos.