Santa Catarina

Dia de Campo reúne produtores de gado de corte em Serra Alta
SITE VEJA TAMANHO 3

O evento ocorreu na propriedade de Renê Acácio Magrin e reuniu aproximadamente 80 pessoas

14 de março 2022
Por Senar

Mais um Dia de Campo foi realizado com sucesso no oeste catarinense. Desta vez, o evento ocorreu, recentemente, na propriedade de Renê Acácio Magrin no município de Serra Alta, reunindo aproximadamente 80 pessoas entre produtores de gado de corte, parceiros e organizadores do evento. A iniciativa foi do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faesc), em parceria com o Sindicato Rural de Campo Erê, com apoio da Matsuda e da Plantimar.

A supervisora regional do Senar/SC, Grasiane Bittencourt Viêra, destacou que a ação oportunizou trabalhar o manejo e a implantação de pastagem, a adubação e a correção de solo, bem como o manejo de primíparas. “Também apresentamos o resultado da ATeG com foco para a bovinocultura de corte na região que foi muito positivo”.

Além de Grasiane, também participaram o supervisor técnico ATeG Fernando Schneider, a presidente do Sindicato Rural de Campo Erê Juliane Beltrame e os técnicos de campo Edenilson de Mello de Oliveira (Sindicato Rural de Campo Erê), Gustavo Gomes Ferreira (Sindicato de São Lourenço) com alguns de seus produtores.

CONHEÇA A ATEG PECUÁRIA DE CORTE

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) com foco para pecuária de corte é reconhecido como uma das estratégias fundamentais para fortalecer a cadeia produtiva do setor. A iniciativa tem por objetivo promover a inovação na gestão de propriedades rurais e, desde que foi criada em 2016, atendeu mais de 2.700 produtores em 184 municípios catarinenses. Atualmente, o programa contabiliza 54 grupos com 1.570 produtores no Estado.

Segundo a coordenadora estadual da ATeG em Santa Catarina, Paula Coimbra Nunes, o programa conta com consultorias técnicas e gerenciais que incluem suporte em gestão, genética, manejo adequado, melhoria da alimentação e das instalações dos estabelecimentos rurais. “Cada técnico atende o produtor com foco na transmissão de conhecimentos relacionados à gestão da empresa rural e técnicas de manejo voltadas às atividades de cada propriedade”.

O superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi, lembrou que a entidade iniciou o Programa no Estado em 2016 com o objetivo de promover o desenvolvimento na gestão das propriedades rurais catarinenses em diferentes cadeias produtivas. “É gratificante ouvir tantos relatos que mostram resultados surpreendentes em relação à melhoria do planejamento, da gestão dos negócios e na produtividade”.

O presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, frisa que o Programa representa um avanço na capacitação dos produtores rurais, preparando-os para a condução das atividades com uma visão empresarial que inclui o emprego de avançadas técnicas de gestão e controle. “Hoje observamos propriedades mais organizadas, com uma gestão eficiente e dotadas de tecnologias com resultados que trazem orgulho para a cadeia produtiva do Estado”, finalizou.