Pará

12/02/2020

Com ATeG, propriedades rurais do Pará aumentam a produção de leite

Por: Lorena Daibes Fonte: www.sistemafaepa.com.br

A Assistência Técnica e Gerencial (AteG), promovida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/PA), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), atendeu, em 2019, 510 propriedades rurais com o objetivo de aplicar técnicas de produção e de gerar o desenvolvimento econômico. O programa beneficiou produtores rurais de 13 municípios e foi realizado com apoio dos Sindicatos Rurais.

A metodologia da ATeG foi aplicada de acordo com o planejamento de crescimento da produção e das necessidades dos estabelecimentos rurais. O trabalho foi dividido em dois grupos em atividades voltadas para a cadeia produtiva do leite. Sendo que o primeiro grupo, com 270 propriedades obteve aumento na produção do leite em 82% e a renda em 42%. O segundo grupo, com 240 municípios obteve aumento na produção em 85% e a renda em 70%.

Para aumentar a produção e a rentabilidade dessas propriedades foram realizados o diagnóstico produtivo individualizado, o planejamento estratégico, a adequação tecnológica, a capacitação profissional complementar e a avaliação sistemática de resultados, monitoradas pelos supervisores regionais e técnicos do Senar/PA.

Segundo dados do Senar, os números da evolução da produção de leite em litros do primeiro grupo de propriedades leiteiras atendidas mostram que o município de Abel Figueiredo teve um aumento 118%. Em julho de 2018 a produção era de 63.050, e em dezembro de 2019 foi para 137.408.  O município de Canaã do Carajás tinha em julho de 2018 o total de 176.819 em produção de leite. Já em dezembro de 2019 os números aumentaram para 345.042, ou seja, aumento de 95%. As ações do AteG Leite também tiveram aumento de produção substancial no município de São Domingos do Araguaia. Em julho de 2018, a produção mostrava valores de produção em 143.307. Já em dezembro de 2019 a produção de leite subiu para 275.629, o que condiz com um aumento de 92% na produção. Os municípios de Bom Jesus do Tocantins, Marabá e Tailândia tiveram também aumento na produção de leite com 64%, 70% e 4%, respectivamente.

O gerente regional de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/PA, Dácio Carvalho, avalia que o programa viabilizou o aumento da produção do leite e consequentemente a na renda do produtor rural. “O trabalho proporciona também melhoria na qualidade de vida do produtor, oportuniza diversos aprendizados e o contato permanente dos técnicos no decorrer da execução das atividades do programa”, avaliou.

O segundo grupo atendeu 240 propriedades localizadas nos municípios de Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Jacundá, Piçarra, Rondon do Pará e São Geraldo do Araguaia. Todas as áreas tiveram aumento na produção de leite e consequentemente na renda do produtor rural.

A evolução na produção de leite em Itupiranga, por exemplo, foi de 25.633 em março de 2019 para 109.779 em dezembro de 2019 – aumento de 328,27%. Em Eldorado dos Carajás a produção de leite aumentou em 110, 82%, no comparativo de março de 2019 para dezembro do mesmo ano os números tiveram elevação de 97.547 para 205.650. O município de Piçarra o aumento no comparativo de março de 2019 para dezembro do mesmo ano foi de 75% - 141.212 para 179.82.

O Sistema Faepa/Senar traçou o planejamento e as metas para o Programa AteG/PA no ano de 2020. A prospecção é que sejam atendidas 3.695 propriedades, com ações voltadas as cadeias produtivas de leite, cacau, mandioca, fruticultura, mel, piscicultura, bovino de corte e agroindústria.

Veja também