21/08/2019

CNA solicita apoio do Senado para erradicação da mosca da carambola

Luiz Barcelos (à esquerda) participou do debate no Senado 

Brasília (21/08/2019) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na quarta (21), com o senador Lucas Barreto (PSD/AP) para solicitar apoio em medidas para a erradicação da mosca da carambola no Brasil.

A entidade apresentou três pontos considerados essenciais para o combate à praga, que está afetando, principalmente, os fruticultores do Amapá e de Roraima. O primeiro deles é o descontigenciamento dos recursos do governo federal destinados à defesa vegetal.

As outras duas medidas são a criação do Fundo Privado da Fruticultura e a revogação de uma norma queda Instrução Normativa nº 07, de 2015, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que proíbe a importação de insetos exóticos para controle biológico.

“Quando se descobre um foco, o estado corre o risco de ser fechado para a comercialização de frutas. Por causa de R$ 50 milhões, podemos deixar de exportar R$ 4 bilhões”, disse o presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos.

A reunião contou com a presença de representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do governo do Estado do Amapá.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Veja também