01/10/2018

CNA participa de workshop sobre inclusão de mulheres em cadeias globais de valor

Brasília-DF (01/10/18) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou nesta segunda (1º), em Genebra, na Suíça, do workshop Mulheres em Cadeias Globais de Valor (CGVs), organizado pela MIKTA (parceria entre México, Indonésia, República da Coreia, Turquia e Austrália) em cooperação com a Organização Mundial do Comércio (OMC).

“Estamos participando das discussões internacionais do que está sendo feito pelo mundo para aumentar a participação das mulheres nas cadeias globais de valor”, afirmou a assessora técnica da Superintendência de Relações Internacionais da CNA, Gabriela Coser.

O workshop em Genebra contou com a participação de diversos organismos internacionais e do setor privado e discutiu a dimensão de gênero nas cadeias globais de valor em três painéis: Definindo a cena - Olhando para as cadeias de valor globais através das lentes de gênero; Perspectivas de atores em CGVs e Áreas de trabalho para mulheres em CGVs.

Além da participação no workshop, a CNA vai promover uma rodada de negócios durante o 3º Congresso de Mulheres do Agronegócio, em São Paulo, no final do mês. “A intenção é gerar mais oportunidades para as produtoras rurais”, acrescentou Gabriela.

O diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, abriu o evento e anunciou que no próximo ano a organização irá publicar um estudo sobre gênero e comércio elaborado em parceria com o Banco Mundial.

Ele ressaltou o papel importante dos traders e empreendedores nas cadeias globais de valor e destacou que apesar de em muitos países as mulheres enfrentarem mais dificuldades do que os homens para abrir uma conta ou registrar um negócio, 15% das pequenas empresas exportadoras são liderados por mulheres e 1/3 dos empreendedores formais no mundo são mulheres.

Roberto Azevêdo citou ainda a importância da capacitação para mudar a realidade das mulheres. Ele citou um projeto desenvolvido em Mali, na África, que capacitou mulheres para ajudá-las com as normas sanitárias e fitossanitárias. O projeto teve como resultado mais exportações, com o desenvolvimento de novos produtos e o processamento de outros como geleias e sucos.

Segundo dados do estudo Investing in Women along Agribusiness Value Chains (2016), do Banco Mundial, as mulheres desempenham papéis significativos na agricultura, mas suas atividades nem sempre são reconhecidas. Elas representam 40% da força de trabalho agrícola mundial. No entanto, ainda enfrentam uma variedade de restrições, como o acesso limitado a insumos agrícolas, tecnologias, finanças, entre outros.

"Um ponto importante frisado durante os painéis é que as organizações internacionais estão trabalhando para aprimorar as bases de dados com informações de gênero. Isso é fundamental para dar um retrato real da situação no mundo," ressaltou Gabriela Coser.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
senar.org.br
facebook.com/SENARBrasil
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
https://www.flickr.com/photos/...

Áreas de atuação

Relações Internacionais

Veja também