01/02/2017

CNA cria Observatório da Criminalidade no Campo

Brasília (01/02/2017) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por meio de seu Instituto, criou o Observatório da Criminalidade no Campo com o objetivo de traçar um diagnóstico e propor ações que combatam a violência que atinge o produtor rural e seus familiares.

A primeira ação do Observatório foi o lançamento de um formulário no site da CNA (cnabrasil.org.br) onde os produtores de todo o país podem relatar casos de violência no campo. 

“Os nomes dos produtores e das fazendas serão mantidos em sigilo, mas as informações são importantes para criarmos um perfil da violência no campo”, afirmou André Sanches, secretário-executivo do Instituto CNA (ICNA).

Com o cadastro, será possível saber, por exemplo, as regiões mais atingidas pela violência, os tipos de crimes e até os produtos mais visados para roubos e furtos. A partir deste diagnóstico,  será possível oferecer informações estratégicas aos órgãos competentes para que tomem as providências adequadas.

“Temos relatos de casos gravíssimos. O produtor está acuado e muitas vezes até deixa de ir à propriedade. Por isso precisamos mapear os casos ocorridos em todo o Brasil. Com essas informações, vamos debater com especialistas e autoridades de segurança pública e encaminhar propostas com ações efetivas”, disse Sanches.

O secretário-executivo do ICNA diz que as federações e os sindicatos têm papel fundamental para ajudar e estimular o produtor no preenchimento do formulário disponível no site da CNA. 

Informações como a data do crime, as condições, o que foi roubado ou furtado, se houve ou não violência, são fundamentais para traçar o perfil da violência no campo.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA 
instagram.com/SistemaCNA

Veja também