11/12/2019

CNA apresenta propostas para fortalecer segurança no campo

Brasília (11/12/2019) – Após a realização do ciclo de três paineis sobre segurança rural, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) definiu as propostas para fortalecer as boas práticas de policiamento rural. Os eventos reuniram representantes das policias militares de todas as regiões brasileiras e das federações estaduais de agricultura e pecuária.

Os entendimentos foram apresentados pelo consultor de segurança da CNA, Carlos Marsiglia, durante a terceira edição do painel, na quarta (11), em Brasília, após a realização do terceiro e último encontro.

“Entre as estratégias está o desenvolvimento da diretriz nacional sobre policiamento rural, elaboração de metodologia para acompanhamento sistematizado das estatísticas oficiais de criminalidade rural, a integração de sistemas de marcas e sinais para identificação e cadastros de propriedades rurais”, apresentou.

O consultor de segurança da CNA, Carlos Marsiglia
O consultor de segurança da CNA, Carlos Marsiglia

“Entre as estratégias está a elaboração da diretriz nacional sobre policiamento rural em conjunto com a Secretaria Nacional de Segurança Pública e Conselho Nacional de Comandantes-Gerais, estímulo ao policiamento rural de proximidade inspirado no modelo de Goiás e acompanhamento sistemático das estatísticas de crimes rurais”, apresentou.

Ainda está prevista a formatação do curso nacional de policiamento rural para compartilhamento de técnicas e táticas de operação no meio rural, além do envolvimento de outros órgãos de segurança pública nessas ações.

Os representantes das polícias militares da região Nordeste compartilharam as experiências no 3° Painel de Segurança Rural. O capitão Floristan Ferreira de Souza, da PM da Paraíba, mostrou que a corporação inseriu a disciplina de patrulhamento rural no curso de formação de oficiais.

O Capitão Victor Rozendo dos Anjos, de Pernambuco, explicou que o batalhão especializado em policiamento do interior atua com ênfase nas áreas rurais e tem boa receptividade da população no campo.

O Major Gilberto Brito Coelho, da PM do Maranhão, mostrou o resultado da parceria entre a corporação e produtores rurais da região de Balsas para a redução de criminalidade no campo.

No Rio Grande do Norte, a Polícia Militar criou a Unidade de Patrulha Rural que passou a empregar efetivo exclusivo em ações de prevenção e controle da criminalidade e proteção de áreas rurais.

Os representantes das federações de agricultura e pecuária dos estados da Bahia, Goiás, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe apresentaram a situação da segurança rural em seus estados e as demandas dos produtores rurais.

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, Moisés Schmidt, apresentou a Operação Safra, convênio entre a Polícia Militar e produtores do oeste da Bahia. “No período de outubro de 2018 a junho de 2019 a PM realizou 4.162 visitas às propriedades rurais que contribuíram para gerar segurança pública de qualidade”.

Na quinta (12), os participantes do 3° Painel sobre Segurança Rural irão até Goiânia para conhecer as operações do Centro de Comando e Controle de Policiamento Rural implantado por meio de parceria entre a Polícia Militar e a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil


Veja também