Espírito Santo

23/01/2020

Chuvas no ES: FAES monitora locais atingidos e identifica ações para a recuperação de áreas rurais

Por: Iá Comunicação

Até o momento não há como mensurar as perdas na agricultura e pecuária. Ainda há áreas inacessíveis

A chuva que devastou os municípios de Iconha, Vargem Alta e Alfredo Chaves entre sexta-feira (17) e sábado (18) afetou diretamente, além da vida da população, a produção agrícola, que tem grande representatividade nestas localidades. Ainda com grande dificuldade de se reerguerem devido ao endividamento rural causado pela seca severa que perdurou no estado, produtores rurais capixabas sofreram novamente com perdas em suas propriedades.

A Federação da Agricultura e Pecuária do ES (FAES), com apoio dos Sindicatos Rurais, está monitorando a situação das regiões e levando itens essenciais para ajudar neste primeiro momento. Além disso iniciou uma campanha de arrecadação de donativos, disponibilizando dois pontos de recolhimento na sede da Federação, localizada na Reta da Penha, em Vitória.

Segundo a FAES, no município de Iconha houve maiores perdas na região ribeirinha. Em Vargem Alta, foram registradas perdas significativas, com grande comprometimento de lavouras de banana, além de dez comunidades permanecerem sem acesso. Em Alfredo Chaves os danos foram localizados, afetando especialmente a cafeicultura e a suinocultura.

Algumas áreas atingidas estão isoladas e por isso não é possível fazer um balanço das perdas da produção agrícola. A preocupação da Federação da Agricultura é unir esforços junto a parceiros para a criação de um comitê de planejamento, pois mesmo sem essa mensuração, o impacto do desastre está fortemente ligado à renda e vida do produtor rural, e ações a médio e longo prazo precisam ser tomadas.

O presidente da FAES, Júlio Rocha, indicou a necessidade de se pensar em um comitê de planejamento para que se possa pensar ações como uma linha de crédito especial e a prorrogação de dívidas para os produtores rurais atingidos, além de um centro comercial.

Faz-se necessário segmentar providências emergenciais também em médio e longo prazo, e isso com ajuda de um comitê de planejamento. O desafio para sociedade capixaba, para as instituições financeiros e os políticos seria, como sugestão, elencar uma área do contorno em Iconha e fazer um centro comercial, mediante planejamento com comerciantes, para que estes tivessem financiamentos e juros compatíveis com o desenvolvimento, crescimento e resgate da economia que foi perdida. Precisamos estabelecer políticas que terão continuidade, disse Júlio Rocha.

Visitas aos locais

O presidente da FAES e o vice-presidente que também preside o Sindicato Rural de Cachoeiro de Itapemirim, Wesley Mendes, estão em campo, desde segunda-feira (20), visitando as regiões afetadas e levando doações em nome da Federação e Sindicatos Rurais aos três municípios.

Em Vargem Alta muitos mantimentos e roupas chegaram, mas a necessidade no momento é de colchões, roupas de cama, materiais de limpeza e de higiene pessoal, destacou Wesley em apoio às vítimas desabrigadas.

Serviço:
Arrecadação de donativos para os municípios atingidos
Local: Sede da FAES
Horário: 8h às 17h
Endereço: Edifício Corporate Center localizado na Av. Nossa Senhora da Penha, 1495, Torre A, 10° andar, Santa Lúcia, Vitória-ES
(Ponto de recolhimento no térreo do prédio e no 10º andar, Torre A)

Veja também