Logo CNA

Santa Catarina

Alunos do Curso Técnico em Zootecnia do Polo do Senar/SC de São José conhecem novas experiências no campo
CNA IMAGEM PRINCIPAL6

Formação da Rede e-Tec Brasil é ministrada pelo Senar/SC em parceria com o Sindicato Rural de São José

20 de abril 2023

Por: MB COMUNICAÇÃO

Fonte: SISTEMA FAESC/SENAR-SC

Alunos do 2º semestre do Curso Técnico em Zootecnia do Polo de São José participaram de uma saída a campo, neste mês, para conhecer dois empreendimentos rurais. A formação, da Rede e-Tec Brasil, é ministrada por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em parceria com o Sindicato Rural de São José.

A primeira visita foi na Fazenda Campo Novo em Tijucas, na Grande Florianópolis. Os alunos foram recebidos pelo proprietário Paulo Lemos que falou sobre a atividade de bovinocultura e ovinocultura de corte. Destacou as particularidades de cada raça, tanto de bovinos quanto de ovinos e ressaltou as dificuldades e êxitos na comercialização e negociação dos animais. Depois, conduziu os alunos pelas instalações da propriedade, explicando cada local, cada maquinário e cada raça de sua criação.

O segundo empreendimento visitado foi a propriedade FazLati, em Biguaçu. Os alunos foram recebidos pelo proprietário Wilson Santa Catarina, de 82 anos, que comanda a propriedade junto com o filho e alguns empregados.

O produtor comentou sobre as atividades de produção e industrialização de leite de búfala e sobre os desafios da propriedade para se manter na atividade de produção de leite e outros derivados. Após o bate-papo, os alunos conheceram as instalações do negócio rural.

O encontro contemplou as horas-aula de saída de campo da Unidade Curricular Empreendimento Rural, ministrada pela tutora Marlinde Hoepers. De acordo com ela, na primeira propriedade os alunos perceberam que existe um planejamento das atividades e que o produtor tem muito conhecimento tanto da bovinocultura de corte quanto da ovinocultura. “Foi possível ter a percepção de que é importante planejar, ter conhecimento de mercado e ter uma gestão de pessoas organizada. Na segunda propriedade eles também conheceram todo o processo produtivo e confirmaram o quanto o planejamento é fundamental para avaliar os investimentos e gerenciar no negócio”.

O secretário do Polo de São José, Luiz Fernando Dresch, ressaltou que as visitas foram produtivas, “Os alunos tiveram a oportunidade de conviver, na prática, com os desafios, as realizações e as dificuldades e adversidades que os empreendimentos rurais se submetem. Essa possibilidade de ter essa vivência em campo capacita e profissionaliza ainda mais o estudante”, avaliou.

CURSO TÉCNICO EM ZOOTECNIA

O Curso Técnico em Zootecnia conta com metodologia focada no desenvolvimento das competências profissionais referentes à produção pecuária e ao processamento de alimentos de origem animal. O objetivo é contribuir para a competitividade e o desenvolvimento sustentável do setor agropecuário brasileiro. São dois anos com carga horária de 1.200 horas na modalidade presencial e a distância.

Além do Curso Técnico em Zootecnia oferecido em seis polos catarinenses (Braço do Norte, Campo Alegre, Campos Novos, Lages, Rio do Sul e São José), o estado de Santa Catarina também conta com os seguintes cursos: Técnico em Agronegócio (Araranguá, Braço do Norte, Campo Alegre, Campos Novos, Canoinhas, Fraiburgo, Joaçaba, Joinville, Lages, Paulo Lopes, Rio do Sul, São Joaquim, São José, São Miguel do Oeste, Seara e Taió); Fruticultura (Fraiburgo e São Joaquim) e Florestas (Polo de Lages).

O presidente do Sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo, frisou que as propriedades e empresas do agronegócio precisam estar cada vez mais preparadas com tecnologias e inovações para atender as exigências do mercado. “Os polos catarinenses já formaram mais de mil técnicos em todo o estado. Importante destacar que sempre que abre uma nova turma as preferências das vagas são para pessoas que tenham relação com o setor produtivo. É uma oportunidade de qualificação gratuita que tem contribuído muito com o agronegócio catarinense”.

Informações sobre os cursos podem ser obtidas nos Sindicatos Rurais do estado.