Paraná

25/11/2021

Alunos do AAJ arrecadam alimentos e promovem o plantio de mudas

Por: Comunicação Social – Sistema FAEP/SENAR-PR

Um mutirão realizado pela instrutora Vandressa Mackievicz, do Sistema FAEP/SENAR-PR, e sete alunos de uma turma do programa Aprendizagem de Adolescentes e Jovens (AAJ) resultou em 70 quilos de alimentos e no plantio de 30 árvores em Pato Branco, no Sudoeste do Paraná. Para isso, o grupo promoveu uma troca: doaram mantimentos e receberam mudas frutíferas cedidas pelo Instituto Água e Terra (IAT). Os alimentos foram destinados a famílias em situação de vulnerabilidade social. Já as jabuticabeiras, aceroleiras e outras espécies foram lançadas na terra com a promessa de que, em alguns anos, estarão frutificadas.

A turma que realizou o mutirão ocorreu dentro da empresa Granja Real, de produção de aves. Os adolescentes têm aulas sobre temas envolvendo o setor e participam de atividades práticas da companhia. O planejamento é que eles possam, no futuro, conquistar uma colocação profissional, tanto na própria organização como em outras que tenham atividades relacionadas.

Dentro das atividades previstas na formação, há a exigência de se promover projetos especiais. Esse das mudas e dos alimentos, especificamente, surgiu com a ideia de fazer uma comemoração ao Dia da Árvore (21 de setembro). Para ir além do clássico mutirão de plantio, os alunos se engajaram na proposta de reunir alimentos e trocar por mudas no IAT. “Eles tiveram também a ideia de criar um grupo no Facebook para reunir as fotos, registrar a arrecadação de alimentos e também o plantio”, revela a instrutora.

Com a ação, Vandressa avalia que os participantes puderam exercitar valores como a empatia e o senso de importância da preservação do meio ambiente. “Houve uma participação intensa dos alunos. Mesmo com uma turma pequena, eles conseguiram reunir uma quantidade significativa de alimentos, ao mesmo tempo em que promoveram o plantio das mudas. Foi uma iniciativa que marca a formação desses estudantes”, prevê.

O aluno Guilherme Karp, de 16 anos, recebeu mudas de jabuticaba, amora e cereja, que plantou em um sítio na casa da avó, em Coronel Vivida – município a 35 quilômetros de distância. “Isso vai ficar marcado na minha vida, pretendo levar esse aprendizado para frente. Fico feliz por ter participado, pois fizemos a nossa parte para contribuir com a preservação do planeta”, enfatiza.

AAJ

O Programa de Aprendizagem de Adolescentes e Jovens (AAJ) é realizado em parceria com empresas do setor rural. Com conteúdos relacionados a valores rurais e conhecimentos técnicos da área, a formação prepara a nova geração do campo para o mercado de trabalho. Criado em 2010, desde então quase 1,5 mil jovens já concluíram o AAJ. Na média, cerca de 70% dos aprendizes acabam contratados ao final do programa.

Veja também