08/11/2018

Missão técnica do Senar mostra casos de sucesso de Assistência Técnica e Gerencial em Santa Catarina

Brasília (08/11/2018) – Representantes de sete Administrações Regionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) participaram, nesta semana, de uma missão em Santa Catarina para acompanhar o andamento das ações de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no estado.

Ainda no mês de novembro, o Senar realizará mais duas visitas técnicas para conhecer na prática o trabalho realizado pela ATeG nos estados da Bahia e do Maranhão.

Em Santa Catarina, a abertura do encontro contou com a participação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo. Os trabalhos técnicos foram conduzidos pelo Diretor de ATeG do Senar, Matheus Ferreira, e pela coordenadora de capacitação, Janete Lacerda.

De acordo Ferreira, a realização desta missão teve como proposta a troca de experiências bem sucedidas da metodologia de ATeG do Senar, em diferentes regiões do país, de forma interativa, que permita aos participantes conhecerem o trabalho da Regional, tanto os procedimentos internos como os no campo.

No encontro, foram compartilhadas experiências e apresentadas novas orientações sobre cadeias produtivas prioritárias, intervalo das visitas às propriedades rurais assistidas pela ATeG do Senar e número de produtores atendidos pelos técnico de campo.

As estratégias definidas serão inseridas na segunda edição do documento norteador da metodologia que ajuda mais de 60 mil produtores rurais brasileiros a aumentarem a produtividade com geração de renda.

De acordo o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, receber profissionais do Senar de outros estados foi bastante enriquecedor. “Discutimos amplamente as diretrizes para melhorar cada vez mais os serviços oferecidos aos produtores tanto na produção quanto no aspecto do gerenciamento”, destacou.

As missões técnicas têm o intuito de compartilhar experiências e possibilitar que os gestores e técnicos tenham a oportunidade de vivenciar a realidade de outros estados.

Para a superintendente do Senar do Espírito Santos, Letícia Simões, a experiência superou as expectativas. “O que vivenciamos foi muito parecido com o temos no estado, mas surpreendeu ainda mais ao vivenciarmos na prática aquilo que já estamos fazendo há alguns anos. Foi gratificante”, destacou.

De acordo com o superintendente do Senar Minas Gerais, Christiano Nascif, os resultados gerados a partir da Assistência Técnica e Gerencial mostram que essa é uma das soluções inovadoras para contribuir com o alto desempenho do setor rural brasileiro.

Depois da reunião de alinhamento, em Florianópolis, a comitiva com os representantes do Senar de Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul seguiu para o município de São Joaquim.

Eles visitaram duas propriedades de bovinocultura de corte e conheceram na prática algumas ações que estão melhorando a vida dos produtores rurais.

Esse é o caso de Paulo Borges Duarte, da Fazenda Dulart. “A AteG nos proporcionou conhecimentos inovadores, principalmente, na questão de gerenciamento para aumentar a taxa de lotação”, destacou.

Da missão técnica, o superintende regional do Senar Rio Grande do Sul, Gilmar Tietböhl, levará exemplos que poderão ser aplicados no estado vizinho. “Foi um aprendizado muito bom perceber o quanto o produtor sente a diferença na propriedade, na renda e na qualidade de vida após ter a produção assistida”, ponderou.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
T
elefone: (61) 2109 1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil


Veja também