11/05/2016

SENAR presente na 1ª Semana Agropecuária de Amambai, em Mato Grosso do Sul

Para contribuir para formação escolar e profissional dos estudantes matriculados na escola agrotécnica Lino do Amaral Cardinal, localizada em Amambai, em Mato Grosso do Sul, foi realizada a 1º Semana Agropecuária entre os dias 2 e 6 de maio. A iniciativa contou com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso do Sul (SENAR/MS), Sindicato Rural, Unigran, Prefeitura Municipal, Coopersa e Fundação MS.

O SENAR/MS ofereceu seis cursos profissionalizantes voltados a capacitação dos trabalhadores no setor agropecuário: Manejo Nutricional do Bovinos, Administração de Empresas Rurais, Análise e Classificação de Grãos, Controle de Formigas Cortadeiras, Implantação e Manejo de Hortas e Pulverizador Autopropelido (módulo 5).

Segundo o presidente do sindicato rural de Amambai, Ronan Nunes da Silva, o trabalho conjunto dos parceiros proporcionou conhecimento e vivência prática para os estudantes do curso técnico. “Solicitamos apoio do SENAR/MS no intuito de atender a uma demanda do setor aqui na região. Temos expertise em agricultura, mas, o crescimento da pecuária ofereceu abertura de oportunidades profissionais. Um exemplo recente foi de uma empresa rural que abriu 13 vagas para trabalhadores qualificados e a escola técnica caminha no sentido de atender o mercado de trabalho”, observou.

Para o coordenador técnico da escola, Allan Toniazzo de Matos, o que mais gratificou foi a resposta dos estudantes, interessados na programação de cursos e palestras. “Foi o primeiro ano que promovemos um evento nesse formato e tivemos participação de todos os alunos. A metodologia de capacitação do SENAR/MS é completa e ofereceu teoria e prática, proporcionando a vivência das atividades agropecuárias”, ressaltou o educador.

Opinião de peso

Maristela Lemos, 17 anos, é aluna do 2º ano do curso em Técnico Agrícola e veio de Laguna Carapã. Ela revela que sente mais aptidão pela agricultura por causa da convivência familiar. “Gosto muito de agricultura e pecuária, no entanto me identifico mais com o plantio de culturas como soja e milho, por ser uma atividade desenvolvida por minha família. Um dos cursos que mais me chamou atenção foi de Autopropelido, pois, aprendemos a fazer a manutenção do equipamento. Fiquei tão animada que quando terminei o curso liguei para meu tio que possui fazenda no Mato Grosso para conversar e trocar informações”, explicou a estudante.

Conforme informações do último Censo Escolar nacional realizado em 2014 pelo Inep - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, estão em funcionamento no país 76,2 mil escolas rurais para atender um público de 8,4 milhões em idade escolar que mora no campo.

Assessoria de Comunicação do Sistema FAMASUL/SENAR-MS
www.famasul.com.br

Veja também