13/09/2016

SENAR Pernambuco implanta primeiro Curso Técnico em Agronegócio no estado

Quarenta alunos aprovados no primeiro processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (SENAR-PE) vislumbram um novo cenário de oportunidades para empreender no setor. A formação técnica gratuita, oferecida em parceria com o Ministério da Educação (MEC), trata-se de uma iniciativa pioneira no estado, que visa formar gestores rurais para tornar o segmento agropecuário brasileiro mais eficiente e competitivo.

Além de gratuito, o curso tem também o diferencial de ser em grande parte a distância. Oitenta por cento das aulas ficam disponíveis no portal http://etec.senar.org.br/. Os vinte por cento de aulas presenciais, assim como as provas, acontecem nos polos de apoio da rede. Realizado em quatro semestres, a primeira edição do curso em Pernambuco é sediada no Polo de Bezerros, localizado no Sindicato Rural do município.

Segundo a coordenadora de Treinamentos do SENAR-PE, Mônica Pimentel, é crescente a procura por esse treinamento no estado, devido ao leque de oportunidades que o agronegócio dispõe em setores produtivos como a cana-de-açúcar, avicultura e fruticultura. “Esse fator, somado ao desafio de produzir diante das intempéries climáticas e a carência por treinamentos destinados ao agronegócio, fizeram a procura pelo curso despontar. Hoje, temos alunos desde a Região Metropolitana do Recife, do Agreste, Sertão até de Alagoas”, completou Mônica.

A instrutora Sandra Costa ressalta a importância da qualificação devido ao papel que o agronegócio exerce perante a economia brasileira. Isso porque, o setor contribui significativamente para o crescimento interno do País, além de promover o Brasil à condição de importante fornecedor de alimentos no mercado mundial. Dados do Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC), compilados pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), apontam que as exportações do agronegócio responderam por 33,1% do total embarcado pelo Brasil no primeiro trimestre de 2016.

Ao todo, foram US$ 13, 4 bilhões referentes a oito produtos do agronegócio, responsável pela maioria entre os dez principais itens exportados entre janeiro e março. “Atualmente, executar uma lavoura ou um ciclo pecuário requer planejamento e a adoção de medidas que tornam a atividade agropecuária desafiadora, mas que ao mesmo tempo ampliam o leque de vertentes e oportunidades”, explicou a instrutora. 

Consultora empresarial especializada em Turismo e Hotelaria, Manuela Gomes (29) se prepara para dar uma guinada na carreira. Graças ao Técnico em Agronegócio, hoje, ela vê no agronegócio novas possibilidades de atuação através das pluriatividades associadas ao Turismo Rural, com a proliferação de hotéis-fazenda, spas, pousadas e casas de segunda residência, no Agreste pernambucano.  "O curso é inovador, me fez descobrir no empreendedorismo um campo de atuação vasto e moderno. Além disso, a flexibilidade de horários e a credibilidade dos tutores do Senar fazem esse curso primordial para minha evolução profissional”, ressaltou Manuela.

Assessoria de Comunicação do SENAR-PE
www.senar-pe.com.br

Veja também