03/03/2016

Regionais do SENAR mobilizadas para o avanço do ABC Cerrado

Após quatro dias de atividades, os gestores técnicos e administrativos das oito Administrações Regionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) que participam do ABC Cerrado retornarão para os seus estados mais preparados para o avanço das próximas etapas do projeto, desenvolvido em parceria com o Ministério da Agricultura e a Embrapa, com recursos do Banco Mundial.

De segunda-feira (29/2) até hoje (3/3), o grupo recebeu uma capacitação no software de monitoramento, assistiu palestras e debateu pontos para o alinhamento do projeto. “O software é uma ferramenta nova que será incorporada com o tempo e trará muitos benefícios depois. Vai fluir melhor as informações e facilitar o acompanhamento da execução”, declara o coordenador técnico do Projeto ABC Cerrado, Mateus Tavares.

Barbara Farinelli

Outro destaque do encontro foi a apresentação sobre os procedimentos e políticas do Banco Mundial, realizada pela economista agrícola Barbara Farinelli. Segundo ela, mais do que abordar as diretrizes administrativas da instituição, a palestra teve um caráter “motivacional”, visto que o projeto se encontra numa fase de extrema importância para o seu prosseguimento.

“O ABC Cerrado é altamente dependente das regionais. As nossas discussões sempre foram mais teóricas e ainda não tínhamos tido a oportunidade de entender um pouco como é a realidade do campo e nem de ter um feedback deles. O papel da coordenação e o engajamento das regionais são peças-chave para o sucesso do projeto”, ressalta Barbara.

Gestão aprimorada

Lara Hora de Jesus

Para a gestora do ABC Cerrado na Bahia, Lara Hora de Jesus, que recém assumiu a coordenação do projeto no estado, a participação no treinamento foi de extrema importância. Ela destaca que o novo sistema de gestão apresentado vai contribuir para a comunicação entre as regionais e o SENAR Brasil, assim como melhorar o controle sobre a execução e a parte financeira da iniciativa.

“Adorei o software. Dá embasamento e facilita a gestão. O Banco Mundial é muito criterioso, tem normas específicas e percebemos o comprometimento que todos temos que ter. Essa ferramenta vai contribuir muito para isso”, avalia.

Flávio Silva

Um dos estados mais adiantados no cumprimento das etapas do ABC Cerrado, Goiás poderá avançar com maior eficiência a partir do sistema de monitoramento que será utilizado. O gestor regional do projeto, Flávio Henrique Silva, entende que uma iniciativa estratégica como essa, que tem uma riqueza de detalhes elevada, exige uma capacidade de gestão muito aguçada.

“É importante que tenhamos como identificar as dificuldades e os gargalos para resolvê-los imediatamente. Isso é fundamental para que o resultado do programa seja alcançado”, observa.

Os interessados em participar da primeira etapa de  capacitações do Projeto ABC Cerrado ainda podem se inscrever. Para isso é necessário preencher uma ficha disponível no portal do SENAR http://bit.ly/1QiXIaB, mas as vagas são limitadas.

Projeto ABC Cerrado

Ação conjunta do SENAR, do Ministério da Agricultura e da Embrapa, o Projeto ABC Cerrado  difunde e incentiva a adoção de práticas sustentáveis para a redução das emissões de gases de efeito estufa e sensibiliza o produtor para que ele invista na sua propriedade para impulsionar produtividade e renda,  mantendo o meio ambiente preservado. O SENAR é responsável pela formação profissional dos produtores nas tecnologias e pela assistência técnica e gerencial de propriedades rurais, com recursos do Programa de Investimentos em Florestas (FIP, sigla em inglês) – administrados pelo Banco Mundial, que doou US$ 10,6 milhões para a execução do projeto.

O ABC Cerrado atende oito Estados do Bioma Cerrado (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais e o Distrito Federal), num período de três anos, com a promoção de quatro processos tecnológicos: recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura-pecuária-floresta, sistema plantio direto e florestas plantadas. Ao todo, 12 mil produtores rurais vão receber capacitação e, desse total, 2.000 propriedades - nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Maranhão - receberão, também, assistência técnica.

Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4141
www.senar.org.br
www.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil

Veja também