04/05/2016

Qualificação reúne líderes do agronegócio em Cuiabá

Boa parte dos 35 alunos da turma que participa do Programa Academia de Liderança, desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) e mobilizada pela Aprosoja, tem como objetivo principal desenvolver a habilidade de falar bem em público. Mas o conteúdo vai muito além disso. Autoconhecimento, gerenciamento de crise, conhecimento reflexivo e muito mais.

Egresso do programa, o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio diz que o objetivo principal do Academia de Liderança é contribuir para o desenvolvimento social do agronegócio. Celidonio aproveitou a abertura desta primeira turma de 2016, da Aprosoja, para falar um pouco sobre os treinamentos oferecidos pelo SENAR no estado.

Ele destacou ainda que a instituição oferece mais de 250 treinamentos e que o principal parceiro na realização das ações é o Sindicato Rural. "Estamos trabalhando muito para fortalecer os Sindicatos Rurais e, além disso, temos investido na formatação de novos treinamentos e até de novos programas e projetos".

O diretor administrativo da Aprosoja, Alexandre Schenkel, que também é egresso do Academia, acrescenta que o programa incentiva a evolução de cada liderança. "Os participantes têm a oportunidade de aumentar as competências relacionadas à liderança. Eles também vão aprender diversas outras coisas, como trabalhar o desenvolvimento de aspectos comportamentais de comunicação e temas estratégicos do setor".

A expectativa do engenheiro agrônomo e produtor rural, Luiz Bier (28 ), morador de  Gaúcha do Norte, assim como a maioria  é aprender a se comunicar melhor.  "Ouvi falar muito bem sobre Academia de Liderança, principalmente sobre as aulas de oratória e as de negociação. Minha expectativa para este curso é muito grande".

Já o produtor e engenheiro agrônomo Diogo Molina, de 35 anos, morador de Cláudia, optou pela Academia de Liderança porque já conhecia o programa. Ele ressalta que é sempre importante se aperfeiçoar. "Nesse momento em que eu estou em fase de transição de uma profissão liberal para a de produtor rural, o Academia vai me ajudar a melhorar o autoconhecimento e a ficar mais confiante na hora de falar com outros produtores".

Magda Ortolan, de 40 anos, administradora e moradora do município de Campo Novo dos Parecis também está fazendo o primeiro módulo do Academia de Liderança, que acontece em Cuiabá entre os dias 4 e 7 de maio, diz que em função de fazer parte da diretoria do Sindicato Rural de seu município sentiu a necessidade de fazer o programa. "É uma oportunidade de crescimento. O que mais me chamou atenção é a parte de liderança. E eu quero me tornar uma pessoa melhor para conduzir minha equipe. Eu acho que os líderes precisam disso".

Assessoria de Comunicação do SENAR-MT
www.senarmt.org.br

Veja também