13/08/2019

Projeto Campo Futuro levanta custos da pecuária de corte em Tocantins

Brasília (13/08/2019) – Técnicos do Projeto Campo Futuro visitaram na terça (13) produtores rurais do município de Colinas do Tocantins (TO) para levantar os custos de produção da bovinocultura de corte. A iniciativa é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com universidades e entidades de pesquisa.

A coleta de informações foi realizada pelos técnicos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) e contou com a presença de produtores rurais e representantes de sindicatos e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Tocantins (Faet).

De acordo com dados preliminares do painel, as duas propriedades modais da região de Colinas do Tocantins trabalham com sistemas de cria e de recria e engorda. Segundo o analista de Custo de Produção do Cepea, Giovanni Penazzi, ambas possuem porte semelhante, entre 750 e 1000 hectares de área total, respectivamente.

“De maneira geral, os produtores conseguem se manter a médio prazo em suas atividades, pois pagam o Custo Operacional Total (COT). Nesse sentido, o sistema de recria e engorda se sobressai, graças à sua maior capacidade de desfrute em comparação ao de cria”.

Giovanni explicou que nas duas propriedades existem investimentos em fertilidade e correção do solo durante a reforma das pastagens, porém esse investimento não continua ano após ano, como forma de manutenção. “A taxa de lotação de tais propriedades acaba girando em torno de 1,4 UA (unidade animal) por hectare”.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Áreas de atuação

Pecuária de Corte

Veja também