Paraná

03/12/2018

Programa AAJ realizado em Paranacity vence 1º Prêmio de Aprendizagem Rural

Curitiba (03/12/2018) - O programa Aprendizagem de Adultos e Jovens (AAJ), desenvolvido pelo SENAR-PR com objetivo preparar a nova geração do campo para o mercado de trabalho, foi o vencedor do 1º Prêmio de Aprendizagem Rural – Aprendendo para Crescer, promovido pela Administração Central do SENAR. A iniciativa premiou as ações desenvolvidas no âmbito do AAJ em uma usina sucroalcooleira do Grupo Santa Terezinha na cidade de Paranacity, na região Noroeste. “Foi a melhor experiência relatada, preencheu todos os nossos requisitos. O trabalho do SENAR-PR cumpre muito bem a função da aprendizagem, que é dar oportunidade ao emprego”, avaliou a diretora de Educação Profissional e Promoção Social do SENAR, Andréa Barbosa.

Segundo ela, esta é a primeira edição do prêmio, que busca promover e divulgar as boas iniciativas no campo da aprendizagem rural, sensibilizando os empresários para a importância desta questão. “Essa experiência do Paraná irá servir de espelho para outras administrações regionais. Já informamos o Brasil inteiro que o melhor projeto veio do Paraná”, completou Andréa.

De acordo com a pedagoga do SENAR-PR responsável pelo AAJ, Regiane Hornung, o processo de avaliação ocorreu por meio de um relato da experiência ocorrido na usina. O relato vencedor utilizou a experiência de uma turma do AAJ de 2017, formada na usina de Paranacity. “Foi escolhida uma empresa para elaboração de um dossiê sobre a metodologia, descrevendo todas as atividades que a gente desenvolveu para a aprendizagem”, explicou.

Na opinião de Regiane, a conquista do prêmio poderia ser explicada pela qualidade da metodologia desenvolvida pelo SENAR-PR. “É uma metodologia participativa, ativa, na qual o aluno é o protagonista da sua aprendizagem, participa de projetos, apresenta, estuda, conversa, discute com o instrutor”, afirmou.

As regras para o aprendizado das turmas foram montadas em conjunto com a empresa. Um dos pontos chave do sucesso do programa é a figura do “padrinho”, um funcionário da empresa que orienta o jovem nas diversas funções da usina. São designados um padrinho para cada aprendiz. “São mecânicos, eletricistas, que atuam na oficina e gostam de ensinar”, explicou o monitor do programa AAJ da usina Santa Terezinha de Paranacity, Rodrigo Paschoal Bellusci.

Uma das características mais positivas do programa é a inclusão dos jovens participantes no mercado de trabalho. Segundo Bellusci, desde que o AAJ passou a ser desenvolvido na unidade de Paranacity, em 2011, cerca de 70% dos integrantes de cada turma são contratados ao final do curso. “Aproveitamos bastante a mão de obra deles. E não apenas para a oficina, às vezes tem demandas em outras áreas também”, pontuou.

AAJ

Desde 2010, quando passou a ser oferecido pelo SENAR-PR, até 2017, o AAJ já realizou 112 turmas capacitando 1.350 jovens. O programa conta com 960 horas de duração divididas ao longo de 12 meses. A primeira fase é chamada Núcleo Básico e possui 260 horas de duração. Depois vem o núcleo específico prático, com 220 horas, ambas etapas realizadas em sala de aula. Na sequência vem a etapa Prática Profissional, com 480 horas de duração, que é desenvolvida na oficina da usina, onde os jovens podem aprender na prática os conteúdos vistos nas aulas teóricas.

Assessoria de Comunicação Social FAEP
(41) 2169-7914
www.sistemafaep.org.br

Veja também